Entre o cinema e a literatura: Eisenstein-escritor

Erivoneide Barros

Resumo


O objetivo do ensaio é introduzir a discussão acerca da relação do cineasta russo-soviético Serguei Eisenstein com a escrita literária, assim como a importância desse diálogo para o entendimento das aproximações que o cineasta desenvolveu entre cinema e literatura em seus textos. Para embasar a análise, valemo-nos dos estudos de Naum Kleiman e Oksana Bulgakowa sobre a autobiografia do cineasta. Dada a escassez de material sobre o tema e a necessidade de tornar acessível ao público brasileiro os raros escritos disponíveis, acrescentamos, ao final do ensaio, a tradução do texto “Eisenstein-escritor”, em que o autor apresenta aspectos relevantes de uma possível escrita literária eisensteiniana.


Texto completo:

PDF

Referências


BULGAKOWA, Oksana. Sergei Eisenstein: a biography. Trad. de Anne Dwyer. São Francisco: PotemkinPress, 2001.

EISENSTEIN, Sergei. O sentido do filme. Trad. de Teresa Ottoni. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2002.

__________________. Immoral Memories, an autobiography. Trad. de Herbert Marshall. London: Peter Owen Publishers, 2014.

EISENSTEIN, Serguei. Memórias Imorais: uma autobiografia. Trad. de Carlos Eugênio Marcondes de Moura. São Paulo: Companhia das Letras, 1987.

ЭЙЗЕНШТЕЙН, С. М. Мемуары. Москва: Музей кино, 1997. В 1 т

__________________. Мемуары. Москва: Музей кино, 1997. В 2 т

__________________. Словесные Портреты. Москва Колибри, 2015.

LAPLANCHE, J; PONTALIS, J. B. Vocabulário da Psicanálise. Trad. de Pedro Tamen. 4. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2001.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Erivoneide Barros

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

A SLOVO está indexada nos seguintes  diretórios/catálogos/bases de dados:

   

 Cabeçalho da página