O homoerotismo de Marco Antônio na segunda Filípica de Cícero

Bruna Fernanda Abreu

Resumo


Considerando as abordagens do conceito de homossexualidade para a Roma antiga, procuramos analisar o modo como Cícero expõe a “homossexualidade” de Marco Antônio em sua segunda Filípica. Esse discurso se caracteriza por acusações políticas e, principalmente, pessoais de Cícero a Marco Antônio. A passividade de Marco Antônio nas relações sexuais pode ser considerada um dos topos desse discurso invectivo.

Palavras-chave


Cícero; Filípicas; Retórica; Homossexualidade; Homoerotismo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25187/codex.v5i1.10756

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Bruna Fernanda Abreu

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.