AVGVSTINVS HIPONENSIS, VIR CHRISTIANUS, DICENDI PERITUS: Análise das influências clássicas na proposta de formação oratória agostiniana

Ivan Baycer Junior

Resumo


Neste trabalho expor-se-á uma análise das influências clássicas presentes na proposta de formação oratória agostiniana, a ser desenvolvida paralelamente ao estudo das concepções de retórica no seio do cristianismo. Buscando-se observar que a apresentação elaborada por Agostinho de Hipona à eloquência clássica reflete simultaneamente a repulsa por seu passado e as concepções herdadas pela formação cristã. Desta forma, perceber-se-á que o antigo retor propõe bases para uma eloquência não artificiosa, cujas bases espelham as concepções paulinas -- profundamente influenciadas pelo platonismo -- e a herança retórica latina, representada principalmente por Cícero. Proposta desenvolvida no decorrer do quarto livro do tratado De doctrina christiana, foco deste estudo, onde se vê Agostinho refletir e embasar o ideal de orador simples, de fala sábia e não artificiosa. 


Palavras-chave


Cristianismo; Patrística latina; Agostinho de Hipona; Retórica

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25187/codex.v2i2.2810

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2010 Ivan Baycer Junior

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.