A não-contradição é a medida de todas as coisas: sobre a crítica de Aristóteles a Protágoras no Livro Γ da Metafísica

Pedro Clemente Bessa Prado Lippmann

Resumo


Neste trabalho, pretendo abordar alguns aspectos da polêmica de Aristóteles contra os opositores do princípio de não-contradição. Tendo em vista o posicionamento antagônico de Aristóteles perante as teses atribuídas a Protágoras, analisarei os argumentos apresentados pelo Estagirita nos capítulos cinco e seis do livro gama da Metafísica, inseridos em um contexto que se define pela meta de situar a não-contradição como fundamento ou princípio primeiro da ciência do ser enquanto ser. 


Palavras-chave


não-contradição; homo mensura; ontologia; fenomenismo; relativismo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25187/codex.v1i2.2833

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2009 Pedro Clemente Bessa Prado Lippmann

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.