A misoginia na tradição biográfica de Eurípides

Camila de Moura

Resumo


Eurípides, entre os três tragediógrafos canônicos da Grécia clássica, é aquele de quem a Antiguidade nos legou maior quantidade de material biográfico. Percorrendo esse material, nota-se a persistente caracterização do poeta como misógino (μισογύνης). A palavra figura em dois dos textos biográficos mais importantes em torno do poeta (a Vida anônima anexada aos manuscritos medievais de sua obra e o verbete do Suda), e sua “aversão às mulheres” é aludida direta ou indiretamente em todas as Vidas que chegaram aos nossos dias. Este artigo apresentará essas ocorrências e buscará analisá-las à luz da comédia de Aristófanes, propondo uma articulação entre as paradoxais recepções da obra do poeta na Antiguidade e na modernidade, quando será construída a imagem de um Eurípides “feminista”.

Palavras-chave


biografia antiga; vidas antigas; Eurípides; misoginia; Aristófanes

Texto completo:

PDF

Referências


BERMEJO, María de los Llanos Martínez. La recepción de la tragedia fragmentaria de Eurípides de Platón a Diodoro Sículo. Tese de doutorado apresentada ao departamento de Filologia Clássica e Indoeuropeu da Universidade de Salamanca. Salamanca, 2017.

CAIRNS, Douglas. “Euripides’ Medea: Feminism or Misogyny?” In: STUTTARD, D. (Ed.). Looking at Medea. Londres: Bloomsbury, 2014. p. 123-137.

COLLITS, Terry. “Intimations of Feminism in Ancient Athens: Euripides’ Medea.” Sydney Studies in English 26, p. 1-21, 2000.

DE MOURA, Camila. Vidas trágicas: Ésquilo, Sófocles e Eurípides no imaginário helenístico. Dissertação de Mestrado em Filosofia. Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 2019.

DE TEMMERMAN, K.; DEMOEN, K. (Org.). Writing biography in Greece and Rome: Narrative technique and fictionalization. Cambridge: Cambridge University Press, 2016.

DELCOURT, Marie. “Biographies anciennes d’Euripide.” L’Antiquité Classique 2 (2), p. 271-290, 1933.

DUARTE, Adriane da Silva. (Trad.). Aristófanes. Duas Comédias: Lisístrata e As Tesmoforiantes. São Paulo: Editora Martins Fontes, 2005.

GUINSBURG, Jacob. (Trad.). A República de Platão. São Paulo: Editora Perspectiva, 2014.

HÄGG, Tomas. The Art of Biography in Antiquity. Cambridge: Cambridge University Press, 2012.

HADAS, Moses. Introduction to Classical Drama. Nova York: Bantam Books, 1966.

KANNICHT, Richard. (Ed.) Tragicorum Graecorum Fragmenta, Vol. 5: Euripides. Göttingen: Vandenhoeck und Ruprecht, 1985.

KIVILO, Maarit. Early Greek Poets’ Lives. Leiden: Brill, 2010.

KNOX, Bernard. “The Medea of Euripides.” In: KNOX, B. Word and Action: Essays on the Ancient Theater. Baltimore: Johns Hopkins University, 1979. p. 295-322.

KOVACS, David. Euripidea. Leiden: Brill, 1993.

LEFKOWITZ, Mary. The Lives of the Greek Poets. Baltimore: The Johns Hopkins University Press, 2012.

MARCH, Jennifer. “Euripides the Misogynist?” In: POWELL, Anton. (Ed.). Euripides, Women and Sexuality. London: Routledge, 1990.

MESSING, Andrew. Protofeminist or Misogynist? Medea as a case study of gendered discourse in Euripidean drama, 2009. Disponível em: < http://works.bepress.com/andrew_messing/2/>. Acessado em 10 de outubro de 2020.

MILLETT, Kate. Sexual Politics. Chicago: University of Illinois Press, 2000.

MOMIGLIANO, Arnaldo. The Development of Greek Biography. Londres: Harvard University Press, 1993.

NUNES, Carlos Alberto. (Trad.). Platão. Diálogos. Apologia de Sócrates, Critão, Menão, Hípias maior e outros. Belém: Editora da Universidade Federal do Pará, 1980a. Vol. I-II.

NUNES, Carlos Alberto. (Trad.). Platão. Diálogos. Protágoras, Górgias, O banquete, Fedão. Belém: Editora da Universidade Federal do Pará, 1980b. Vol. III-IV.

ROISMAN, Hanna M. “The Veiled Hyppolitus and Phaedra.” Hermes 127, p. 397-409, 1999.

SCHORN, Stefan. Satyros aus Kallatis. Sammlung der Fragmente mit Kommentar. Basileia: Schwabe Verlag, 2004.

SCODEL, Ruth. “The Euripidean Biography.” In: McCLURE, Laura. (Ed.). A companion to Euripides. Chichester: John Wiley & Sons Inc., 2017, p. 27-41. (Blackwell Companions to the Ancient World.)

WESTERMANN, A. (Ed.). Biographoi: Vitarum scriptores Graeci minores. Braunschweig, 1845. Repr. Amsterdam: Hakkert, 1964.




DOI: https://doi.org/10.25187/codex.v8i2.38818

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Camila de Moura

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.