Os sonoje da Senegâmbia e as insígnias tradicionais de poder entre os povos mandingas

José Rivair Macedo

Resumo


Este estudo discute possibilidades de interpretação de  artefatos de bronze produzidos na área guineense do antigo estado do Kaabu. Serão examinados alguns aspectos simbólicos, sociais e culturais dos referidos artefatos em três contextos históricos: o primeiro, relativo ao momento em que se tornaram objeto de debate acadêmico e apreciação estética (1950-1970); o segundo, relativo ao momento em que foram elaborados (séculos XVI-XIX); e o terceiro, concernente ao universo histórico-cultural a que fazem referência (séculos XIV-XVII).


Palavras-chave


Artefatos de bronze ; insígnias de poder; relações de gênero; povos mandingas

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Abe-África: Revista da Associação Brasileira de Estudos Africanos



AbeÁfrica: revista da associação brasileira de estudos africanos, ISSN 2596-0873