Uma perspectiva antropológica sobre o comportamento político e a participação democrática em Moçambique

Paulo Mahumane

Resumo


Neste ensaio, proponho fazer uma abordagem sobre o comportamento político em Moçambique, teorizando sobre o conceito de democracia e sua operacionalização prática no contexto de Moçambique. A abordagem trazida é antropológica e procura desta forma fazer uma interpretação sobre a implementação da prática democrática no contexto moçambicano e as diferentes práticas e significados produzidos no país, que permitem compreender que a democracia é mais do que um pacote de exigências trazidas pelo Ocidente como condicionante para aceder aos apoios económicos, mas um processo que implica diálogo, concessões contextuais. Não é algo dado como garantido.A abordagem sobre as várias transições políticas e económicas passadas por Moçambique será útil para a compreensão do contexto da "democracia à moçambicana" e aos significados construídos sobre a mesma em tempos de neoliberalismo.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 AbeÁfrica: Revista da Associação Brasileira de Estudos Africanos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

AbeÁfrica: revista da associação brasileira de estudos africanos, ISSN 2596-0873

 

Indexadores: