Entre tradições locais e saberes transnacionais: subsídios para uma leitura “Sul-Sul” dos comércios de rua de Salvador e de Luanda

Orlando Santos

Resumo


O foco deste artigo incide sobre as práticas de comércio informal em duas cidades do atlântico: Salvador e Luanda. A partir de dados documentais e empíricos (resultantes de pesquisas bibliográfica/documental e trabalho de campo de cariz etnográfico efetuado nas duas cidades), examino de modo comparativo as conexões entre Salvador e Luanda, com particular destaque para a análise dos modos como as populações dessas duas cidades têm se apropriado dos espaços urbanos para prática de atividades comerciais “informais”, assim como assinalo as formas como esses grupos de trabalhadores, têm-se apropriado dos nichos de modernidade e o modo como essa apropriação alimenta e reconfigura as estratégias de sobrevivência tradicionalmente usadas nos dois contextos.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 AbeÁfrica: Revista da Associação Brasileira de Estudos Africanos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

AbeÁfrica: revista da associação brasileira de estudos africanos, ISSN 2596-0873

 

Indexadores: