“Posso te esperar por toda a minha vida”: mulheres e dinâmicas migratórias em Cabo Verde

Andréa Lobo, Maria Anilda Martins da Veiga

Resumo


O objetivo das reflexões que conformam este texto é o de entrelaçar dinâmicas migratórias e dimensões de gênero na perspectiva de mulheres que compõem as redes migratórias, seja partindo, seja ficando nas ilhas. Nosso ponto de partida é a noção de “espera”, uma categoria frequentemente acionada por nossas interlocutoras de pesquisa. Escrito a quatro mãos, o artigo é resultado de um fecundo encontro entre duas pesquisadoras que têm como foco a intersecção entre a perspectiva de gênero e os percursos migratórios que desafiam a manutenção de laços familiares, particularmente os de conjugalidade. Os dados analisados são oriundos de pesquisas etnográficas empreendidas pelas autoras, individualmente, sendo aqui analisados conjuntamente.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 AbeÁfrica: Revista da Associação Brasileira de Estudos Africanos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

AbeÁfrica: revista da associação brasileira de estudos africanos, ISSN 2596-0873

 

Indexadores: