Trabalho e Etnia nas Performances de Santiago Sierra

Paulo Veiga Jordão

Resumo


Levando em conta a crítica que Santiago Sierra faz, em suas performances, às relações de trabalho nas sociedades capitalistas e de economia liberal, o artigo discute a presença, nessas performances, de um componente étnico como fator de acirramento da condição exploratória inerente a essas relações. 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.37235/ae.n33.11083

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 CC Atribuição 4.0

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.