Robert Smithson: uma visão pitoresca do pitoresco

Gilles A. Tiberghien

Resumo


O ensaio de Gilles A. Tiberghien aborda a linguagem land art em Robert Smithson a partir de sua livre apropriação da estética oitocentista do pitoresco.  Elaborado por ensaístas ingleses (Price & Gilpin), a categoria pitoresco referia-se à visão da natureza e a sua representação em arte ( desenho, pintura, relato escrito, etc). Aplicava-se também à experiência da paisagem no curso do passeio ou da viagem turística e à arte dos jardins ingleses, reeditada no paisagismo norte americano do século XIX. O pitoresco enfatizava o espontâneo, o movimento e a ação contínua do tempo sobre as formas naturais - segundo Tiberghien, temas atualizados nos conceitos essenciais à linguagem contemporânea de Smithson (dialética site-non site, entropia, deslocamento, etc.).

 

Tradução de Patrícia Dias Guimarães.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 CC Atribuição 4.0

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 
 Revista arte e ensaios

e-ISSN: 2448-3