Ilhas oceânicas: ensaio sobre a imprecisão das fronteiras

Marcos Beccari

Resumo


Este ensaio apresenta uma reflexão filosófica sobre a imprecisão das fronteiras artísticas. Após demarcar meus pressupostos, aproprio-me de quatro trechos do texto Causas e razões das ilhas desertas, de Deleuze, para discutir, fora do registro deleuziano, alguns arranjos e dispersões que perfazem a arte contemporânea.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.37235/ae.n34.14505

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 CC Atribuição 4.0

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.