A arte e o dinheiro: o valor suntuário da arte e a pobreza dos artistas

Olivier Quintyn

Resumo


Onde se encontram os artistas e suas criações durante o processo de acumulação de bens e de dinheiro para o qual está voltado o atual mercado artístico? Devem ser pensadas maneiras de descentralizar o poder que já não está mais nem nas mãos dos artistas nem com seu público, mas com os leiloeiros. Para isso, é preciso analisar tal regime de controle dos paradigmas artísticos contemporâneos, que investe em novas estratégias de “auratizaçãog das obras de arte com o intuito de propiciar direcionamento único de lucro.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 CC Atribuição 4.0

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 
 Revista arte e ensaios

e-ISSN: 2448-3