Abertura da cilada: a exposição pós-moderna e Magiciens de la Terre

Thomas Mc Evilley

Resumo


O texto discute o papel da exposição de arte em seu poder de definição e canalização das definições presentes, mas em estado letárgico, nos objetos expostos, os quais postulam um processo de definição do espectador, bem como determinadas afirmações sobre os grupos aos quais pertencem. Contrapondo os critérios pós-modernos de curadoria aos que regeram as exposições modernistas, o autor analisa, em particular, os pressupostos da mostra Magiciens de la Terre, realizada no Centro Georges Pompidou, em 1989, fundados na contradição, pluralidade e falta de essência.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2022 Arte & Ensaios

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.