Robert Smithson: a memória e o vazio na paisagem entrópica contemporânea

Martha Telles

Resumo


Em um processo de reconhecimento e incorporação, a obra de Robert Smithson estabelece novas relações com a paisagem entrópica contemporânea. Nos relatos de deslocamentos imaginários ou reais, o artista elabora sua dialética entre o mundo físico e a linguagem, tendo o tempo e a memória como experiências constitutivas de sua definição de conceito artístico.

 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2022 Arte & Ensaios

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.