O avesso do visível: ontologia e iconologia

Philippe Descola

Resumo


O ensaio se debruça sobre a antropologia da figuração. Segundo Descola, diferentemente da história da arte, que permanece atrelada a contextos históricos específicos, a figuração seria operação universal que confere aos artefatos formas de organização da experiência no mundo. No intuito de discutir uma gênese das imagens mediante a tese da existência de uma operação universal, o autor apresenta e discute quatro fórmulas ontológicas: animismo, naturalismo, totemismo e analogismo.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 CC Atribuição 4.0

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.