Uma vida desfi(l)ada: Maria Bethânia, corpo/signo e significação artística no carnaval carioca / A paraded life: Maria Bethânia, body/sign and artistic significance in the Carioca carnival

Clark Mangabeira

Resumo


Com base no desfile campeão da Estação Primeira de Mangueira de 2016, o presente ensaio busca articular a realização do desfile, enquanto representação artística, à sua significação na relação entre tema e estética apresentados na Sapucaí, a partir da presença corporificada da cantora e compositora de fama internacional Maria Bethânia no cortejo, destacando-se qualidades sígnicas que são engendradas na criação do espetáculo para, na Avenida, lugar de resistências afrorreligiosas e populares, se consumar no corpo e por meio dele.


Palavras-chave: Carnaval. Escolas de samba. Enredo. Signo. Arte.

 

Abstract


From the 2016 Estação Primeira de Mangueira’s champion parade, this essay seeks to articulate the realization of the parade itself, as an artistic representation, to its significance in the relationship between theme and aesthetics presented at the Sapucaí, from the embodied presence of the internationally renowned singer and songwriter Maria Bethânia in the procession, to highlight the signed qualities that are engendered in the creation of the show on the Avenida, a place of Afro-religious and popular resistance, and consummate in and through the body.


Keywords: Carnival. Samba schools. Carnival plot. Sign. Art. 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.37235/ae.n43.7

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2022 Arte & Ensaios

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.