A LÍNGUA DAS ONÇAS E DAS LONTRAS / The language of jaguars and otters

Renata Marquez

Resumo


O artigo reflete sobre a relação entre estética e política tendo como ponto de
inflexão a proposição cosmopolítica apresentada por Isabelle Stengers em 1997.
A partir do diálogo com obras de Denilson Baniwa e de Isael Maxakali, este ensaio discute o encontro de conceitos da filosofia política com conceitos antropológicos, no intuito de vislumbrar outra história da arte, em presença da epistemologia estética indígena.

Palavras-chave: Arte e política; Cosmopolítica; Isael Maxakali; Denilson Baniwa.

Abstract

The article reflects on the relationship between aesthetics and politics with the
cosmopolitical proposition presented by Isabelle Stengers in 1997 as a turning point. Based on the dialogue with works by Denilson Baniwa and Isael Maxakali, this essay discusses the meeting of concepts of political philosophy with anthropological concepts, in order to glimpse another history of art, in the presence of indigenous aesthetic epistemology.

Keywords: Art and politics; Cosmopolitics; Isael Maxakali; Denilson Baniwa


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.37235/ae.n40.25

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 CC Atribuição 4.0

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 
 Revista arte e ensaios

e-ISSN: 2448-3