Avaliação de Tipos de Classificações em Imagens de Média e Alta Resolução Espacial, no Bioma Cerrado

Liliane Candida Corrêa, Hugo Teruya Junior, Fabrício Bau Dalmas, Antonio Conceição Paranhos Filho

Abstract


O Cerrado é um bioma de grande importância com alto grau de biodiversidade, porém vem sofrendo processo de degradação. Uma ferramenta já consagrada de avaliação desse processo é o sensoriamento remoto aliado às geotecnologias, gerando mapas de uso e ocupação do solo, possibilitando o constante monitoramento dos processos modificadores da cobertura de uma região. Neste artigo, utilizaram-se técnicas de sensoriamento remoto para classificar, através de três diferentes métodos, uma imagem do sensor Landsat referente ao Município de Dois Irmãos do Buriti, localizado no Mato Grosso do Sul. Verificou-se que o método não supervisionado apresentou problemas nas classes finais, inviabilizando seu emprego. Já as classificações orientada a objeto e supervisionada apresentaram resultados satisfatórios, com melhor praticidade para este ultimo método no caso particular desse estudo. Outro objetivo foi avaliar a adaptação das chaves de classificação Landsat, nas áreas de Cerrado, em um sensor o sensor Alos, relativamente novo de alta resolução espacial, porém menor resolução espectral. O resultado corrobora para a aplicabilidade das chaves de classificação nas imagens Alos, contanto que sejam consideradas suas limitações, especialmente no que se refere a ausência do infravermelho médio no sensor AVNIR-2, que pode ser visto na delimitação deficiente das áreas agrícolas.

Keywords


Sensoriamento Remoto; Classificações; Bioma Cerrado

References


Alos. 2007a. Imagem de Satélite Revolução/Frame 06294/4010,

sensor AVNIR-2, bandas 1, 2, 3 e 4, data 31 de março de

Rio de Janeiro/RJ: IBGE.

Alos. 2007b. Imagem de Satélite Revolução/Frame 06294/4020,

sensor AVNIR-2, bandas 1, 2, 3 e 4, data 31 de março de

Rio de Janeiro/RJ: IBGE.

Congalton, A.R.G. & Green, K. 1999. Assessing the Accuracy

of Remotely Sensed Data - Principles and Practices.

Taylor & Francis Group, Boca Raton, FL 978-1-4200-

-2. 183 p.

CORINE. 1992. CORINE Land Cover (Coordination of

Information on the environment). Comm of European

Communities, Bruxelas. 106 p.

Crosta, A.P. 1993. Processamento Digital de Imagens de

Sensoriamento Remoto, Campinas, SP, UNICAMP

Curran, P.J. Principles of remote sensing. New York, John

Wiley, 1986

Definiens. 2001. Software Ecognition versão 2.0, Object

Oriented Image Analysis. München/Austrália: Definiens

Imaging GmbH.

ERDAS. 2006. Imagine. Software versão 9.1. Norcross, GA,

USA: Leica Geosystems Geospatial Imaging.

GLCF/USGS - Global Land Cover Facility/U.S. Geological

Survey. 2000. Digital Elevation Model (DEM) Shuttle

Radar Topography Mission (SRTM) - WRS2, tiles, Path/

Row 225/074, 3 arcseg, Filled Finished-B.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2006. Manuais

Técnicos em Geociências n.7 - Manual Técnico de Uso

da Terra. (2). Rio de Janeiro/RJ: IBGE. p 91.

Pagotto, T.; Camilotti, D.; Longo, J. & Souza, P. 2006.

Introdução, Bioma Cerrado e Área Estudada. In: T.

PAGOTTO, D. CAMILOTTI, J. LONGO, & P. SOUZA

(Coordenadores). Biodiversidade do Complexo Aporé-

Sucuriú: Subisídios à Conservação e ao Manejo do

Cerrado - Área Prioritária 316-Jauru (p. 308). Campo

Grande/MS: UFMS.

Paranhos Filho, A.C. 2000. Análise Geo-Ambiental

Multitemporal: O Estudo de Caso da Região de Coxim

e da Bacia do Taquarizinho (MS - Brasil). Tese de

Doutorado em Geologia Ambiental. Curitiba/PR:

UFPR. 213p.

Paranhos Filho, A.C.; Fiori, A.P.; Disperati, L.; Lucchesi, C.;

Ciali, A. & Lastoria, G. 2003. Avaliação Multitemporal

das Perdas de Solos na Bacia do Rio Taquarizinho-MS.

Boletim Paranaense de Geociências, 52: 49-59.

Paranhos Filho, A.C.; Lastoria, G. & Torres, T.G. 2008.

Sensoriamento Remoto Ambiental Aplicado: Introdução

Às Geotecnologias Campo Grande, MS. UFMS. 198p.

Schrader, S. & Pouncey, R. 1997. Erdas Field Guide (4) , 656.

Atlanta: Erdas Inc.

USGS – U.S. 2000. Geological Survey. GLS2000. Imagem de

Satélite Órbita/Ponto 225/074, sensor ETM+, bandas 1,

, 3, 4, 5, 7 e 8 (pancromática), data 08 de abril de 2000.

USGS – U.S. 2007. Geological Survey. The Landsat Program.

(Disponível em http://landsat.gsfc.nasa.gov/. Último

acesso em 02/10/2008.




DOI: https://doi.org/10.11137/2017_3_05_13

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SCImago Journal & Country Rank
Associado Diadorim Associado Latindex ROAD ISSN REDIB ISSN Google Acadêmico DRJI DOAJ GeoRef Clarivate