Análise da Paisagem da Região de Dois Irmãos de Buriti, Mato Grosso do Sul

Liliane Candida Corrêa, Hugo Teruya Junior, Fabrício Bau Dalmas2, Antonio Conceição Paranhos Filho

Abstract


As atividades antrópicas fragmentam o ambiente natural, transformando os remanescentes de paisagem mais susceptíveis às inluências da matriz onde estão inseridos. As geotecnologias são ferramentas para o estudo dos elementos que compõem a paisagem e a sua dinâmica. Esta pesquisa propôs a análise da paisagem do Município de Dois Irmãos do Buriti, inserido no bioma Cerrado, quanto a sua estabilidade morfológica, utilizando dados de geomorfologia, geologia, solos e uso e ocupação do solo. Posteriormente, aplicaram-se métricas para avaliar a fragmentação, quanto ao tamanho, classes e grau de isolamento dos fragmentos. Após essa análise, observou-se que a região possui 55% de área de Moderada a Alta Vulnerabilidade a processos de morfogênese, com áreas localizadas no extremo norte, centro-oeste e costa leste, compostas por solos jovens e rochas sedimentares. Ao sul, há uma região de estabilidade que propicia ao desenvolvimento de atividades econômicas por apresentar classes medianamente estável/vulnerável até a estável. Quanto à fragmentação, a paisagem possui fragmentos pequenos (Moda 0,3 ha e Média 5,5 ha) com alto grau de isolamento (Média 190m), porém com índice de forma tendendo à circular. Por im, a geotecnologias serviram ao propósito esperado facilitando a visualização e demonstração dos resultados, gerando um banco de dados georreferenciado aplicável.

Keywords


Unidades de paisagem; Geossistema; Vulnerabilidade; Fragmentação; Métricas



DOI: https://doi.org/10.11137/2017_3_181_190

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SCImago Journal & Country Rank
Associado Diadorim Associado Latindex ROAD ISSN REDIB ISSN Google Acadêmico DRJI DOAJ GeoRef Clarivate