Ambiente de Sedimentação da Formação Brejo Santo, Jurássico Superior da Bacia do Araripe, Brasil

Bruno Gonçalves Vieira de Melo, Ismar de Souza Carvalho, Luiz Carlos Bertolino

Abstract


Através das análises litofaciológica e mineralógica dos afloramentos, foi realizada a interpretação paleoambiental para a Formação Brejo Santo, Jurássico Superior da Bacia do Araripe. Foram definidas três litofácies areníticas, uma carbonática e seis lutíticas, interpretadas como pertencentes a sistema fluvial meandrante. O predomínio de litofácies lutíticas de camadas vermelhas (red beds) evidencia a deposição em corpos d’água rasos de planície de inundação, devido às condições oxidantes, sujeitos a alta evaporação em clima árido a semi-árido, associados a momentos esporádicos de inundação fluvial (litofácies areníticas) devido ao extravasamento do canal principal em períodos de cheia. A presença recorrente de carbonato sugere que os corpos d’água eram salobros. O estudo mineralógico dos argilominerais revela mudanças de condições úmidas (presença de caulinita), na base, para condições predominantemente áridas a semi-áridas no topo, confirmada pela ocorrência mineralógica em associação de calcita, dolomita e palygorskita.

Keywords


Interpretação paleoambiental; Sistema fluvial meandrante; Planície de inundação



DOI: https://doi.org/10.11137/2018_1_265_282

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.