Estudo de um Rápido Desenvolvimento de Onda Baroclínica no Atlântico Sudoeste Ocorrido em Março de 2015

Luiz Filippe Costa da Silva, Filipe Pungirum Onofre, Renan Martins Pizzochero, Ana Cristina Pinto de Almeida Palmeira, Wallace Figueiredo Menezes

Abstract


A passagem de frentes frias é o principal agente modificador do tempo no estado do Rio de Janeiro e pode ocorrer durante todo o ano, com maior frequência no inverno. O presente trabalho tem como objetivo, analisar a evolução e deslocamento de uma onda baroclínica que passou pelo oceano, próximo à costa do Sudeste brasileiro, através de utilização de cartas sinóticas, imagens de satélite, dados observados de estações meteorológicas e dados oriundos de reanálise. A escolha desse evento foi feita com base no seu impacto e na ineficiência dos centros de previsão em antecipar sua ocorrência. Esse sistema baroclínico teve um rápido avanço, consequência da formação e do prolongamento de um cavado observado em médios níveis associados a cavados em altos níveis e em superfície, o que tornou esse sistema mais intenso e gerou uma linha de instabilidade sobre o município do Rio de Janeiro na noite de 16 de março de 2015, quando foram registrados altos índices de precipitação não previstos.

Keywords


Linhas de Instabilidade; Frente fria; Cavado; Baroclínico



DOI: https://doi.org/10.11137/2018_1_343_350

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.