O Turismo Espeleológico na Amazônia como Garantia do Desenvolvimento Sustentável: Uma Análise das Cavernas Areníticas do Município de Presidente Figueiredo

Anderson Costa dos Santos, Werlem Holanda dos Santos, Marcio Silva Borges, Osiane Santos, Rodrigo Paixão, Felipe Freifeld

Abstract


As motivações de visitação às cavernas e as práticas turísticas se desdobraram em diversos níveis, culminando em atividades de cunho educacional, de aventura, contemplativo, religioso e místico. O espeleoturismo possui uma faceta mercadológica que se fortalece progressivamente com a ampliação dos fluxos de visitação, no aumento das oportunidades de geração de emprego e renda nas comunidades receptoras e no desenvolvimento de serviços específicos para os roteiros espeleoturísticos. O presente estudo objetiva a avaliação do potencial espeleológico na região Amazônica, tendo por base o banco de dados do Centro Nacional de Estudo, Proteção e Manejo de Cavernas (CECAV) do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Como metodologia, foi realizada visitação a 6 cavernas no Município de Presidente Figueiredo (estado do Amazonas), tomando-se como base o conhecimento de grutas mapeadas e informações de cidadãos locais com o intuito de investigar o potencial espeleológico definido no mapa de potencialidades do banco de dados. Conclui-se que o espeleoturismo se configura como uma atividade consolidada que desenvolve o território, gerando renda, cidadania e preservação ambiental.

Keywords


Ecoturismo; Espeleoturismo; Desenvolvimento territorial; Estado do Amazonas



DOI: https://doi.org/10.11137/2018_3_260_269

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Indexers and Bibliographic DatabasesFollow us
SCImago Journal & Country Rank
ISSN
ROAD
Clarivate
Diadorim
DOAJ
DRJI
GeoRef
Google Scholar
Latindex
REDIB
Twitter
Facebook
All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International Public License (CC BY-NC 4.0).