Avaliação da Degradação Hídrica na Bacia Hidrográfica Tocantins Araguaia

Evanice Pinheiro Gomes, Francisco Carlos Lira Pessoa, Laila Rover Santana, Josias da Silva Cruz

Resumo


A necessidade de metodologias que façam avaliações das condições hidrológicas e do uso e ocupação do solo, bem como, auxiliem na tomada de decisão, são essenciais para o planejamento e gestão das bacias hidrográficas. O objetivo deste estudo é identificar o grau de degradação ambiental dos recursos hídricos na Região Hidrográfica Tocantins Araguaia (RHTA). Para isto, foi aplicada a metodologia do Protocolo de Avaliação Rápida da Integridade Ecológica e da Matriz de Leopold, juntamente com o geoprocessamento. Os resultados mostraram que cerca de 50% da RHTA apresenta alteração ambiental e 16% está impactada. Os trechos avaliados apresentaram média e grande intensidade de alteração das condições naturais dos cursos hídricos. O uso do geoprocessamento serviu como uma excelente ferramenta para mapear as condições de uso e ocupação do terreno e facilitou o entendimento do cenário das condições de saneamento básico e dos aproveitamentos hídricos disponíveis nesta região. Além disso, constatou-se que o uso integrado entre as metodologias utilizadas, é uma opção viável para o monitoramento da qualidade ambiental.

Palavras-chave


Impacto ambiental; Matriz de Leopold; Protocolo de Avaliação Rápida; Recursos hídricos

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.11137/2018_3_503_513

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

SCImago Journal & Country Rank