Degradação do Solo em Municípios do Sul do Estado de Mato Grosso do Sul Decorrente da Implantação da Colônia Agrícola Nacional de Dourados – CAND

Pedro Alcântara de Lima, Antônio José Teixeira Guerra

Abstract


A Colônia Agrícola Nacional de Dourados (CAND) implantada a partir de 1950 no sul do então estado de Mato Grosso causou alterações profundas na paisagem local principalmente mudanças ambientais. A vegetação original foi retirada, lavouras ocuparam seu lugar. Com a degradação dos solos a lavoura foi substituída, em grande parte da área, por pastagens artificiais. O presente artigo analisa esse processo de colonização nos municípios de Fátima do Sul, Glória de Dourados e Deodápolis, objetivando mostrar que a degradação do solo ocorrida com intensidade, sobretudo na área recoberta pelos Latossolos Vermelhos distróficos (LVd) e Argissolo Vermelho (PV), foi consequência do uso inadequado da terra, além da perda de fertilidade do solo, houve também um intenso processo de erosão, para demonstrar esse processo, tomamos a bacia do córrego Lagoa Bonita, onde destacamos duas voçorocas de grande porte, fenômenos comuns na área.

Keywords


CAND; Erosão; Solos degradados



DOI: https://doi.org/10.11137/2019_1_402_412

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Indexers and Bibliographic DatabasesFollow us
SCImago Journal & Country Rank
ISSN
ROAD
Clarivate
Diadorim
DOAJ
DRJI
GeoRef
Google Scholar
Latindex
REDIB
Oasisbr
Twitter
Instagram
Facebook
All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International Public License (CC BY-NC 4.0).