Análise da Acurácia Altimétrica do Modelo Digital de Superfície ALOS AW3D30 para o Mato Grosso do Sul

Mauricio de Souza, Ana Paula Marques Ramos, José Marcato Junior

Abstract


O Mato Grosso do Sul apresenta riquezas ambientais a se destacar. O Pantanal, como exemplo, é a maior área alagável do planeta e é considerado patrimônio natural da humanidade pela Unesco. Os MDS (Modelos Digitais de Superfície) são utilizados para diversas aplicações, no que tange a representação do terreno. Existem diversos MDS que são disponibilizados gratuitamente. Os dados do ALOS AW3D30 foram disponibilizados gratuitamente em maio de 2015, e são escassos os estudos visando sua validação. Nesse sentido, o objetivo do trabalho foi avaliar a acurácia altimétrica do MDS ALOS AW3D30, para o Estado do Mato Grosso do Sul. Utilizamos dados de 167 estações SAT-GPS do IBGE como pontos de referência altimétrica. Para fins comparativos, utilizou-se o SRTM (30 m) versão 3, pois consiste em um dos MDS mais conhecidos, o qual apresentou resultados mais acurados em estudo anterior. Para desenvolver a análise dos MDS, aplicou-se o Padrão de Exatidão Cartográfica dos Produtos Cartográficos Digitais – PEC-PCD. Verificou-se que o MDS ALOS AW3D30 apresenta RMSE (Root Mean Square Error) menor que o SRTM, indicando que para os dados avaliados apresenta maior acurácia. Para o estado do Mato Grosso do Sul, conclui-se que a acurácia altimétrica dos dados do ALOS AW3D30, assim como aqueles do SRTM, têm acurácia compatível com a escala 1:50.000, classe A, PEC-PCD.

Keywords


MDS; Padrão de Exatidão Cartográfica; Pantanal



DOI: https://doi.org/10.11137/2019_3_333_338

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.