Análise de Armazenamento Hídrico na Bacia do Paraná Utilizando Dados Grace, Associado a Dados Mod16 e Trmm

Lucas Yuri Dutra de Oliveira, José Marcato Junior, Paulo Tarso Sanches de Oliveira, Bruno Xavier Arminini, Diego Fernando Ramos Coenio

Abstract


Durante o biênio 2013/14 um cenário de crise hídrica se tornou real em São Paulo, que está localizado na bacia do Paraná. As bacias hidrográficas são unidades de gestão, sendo na bacia onde ocorre todos os tipos de atividades (industriais, humanas, agrícolas, entre outras). Dessa forma um estudo hidrológico da bacia permite que a tomada de decisões em relação aos recursos hídricos seja mais eficaz. Nesse contexto, o objetivo desse trabalho foi conduzir uma análise multitemporal do armazenamento hídrico na bacia do Paraná entre os anos de 2002 e 2014. Para isso foram utilizados dados de armazenamento hídrico fornecido pela missão GRACE (Gravity Recovery and Climate Experiment). Para uma análise mais detalhada, a bacia do Paraná foi dividida em seis sub-bacias, sendo elas “Grande”, “Paraná Verde”, “Paranaíba”, Paraná Paranapanema”, “Paraná Tietê” e “Paraná Iguaçu”. Também foi realizado a correlação dos dados de armazenamento hídrico com os dados orbitais de precipitação TRMM (Tropical Rainfall Measuring Mission) e dados de evapotranspiração MOD16 (Moderate Resolution Imaging Spectroradiometer), visando identificar os períodos de maior ocorrência de estiagem, bem como quantificar a redução hídrica ao longo da bacia. Devido à alta confiabilidade dos dados utilizados, foi possível constatar que a crise hídrica de 2013/14 foi a mais acentuada dos últimos anos. Foi possível constatar que os dados GRACE são mais adequados para áreas maiores, sem desconsiderar a forma da área.

Keywords


GRACE; TRMM; Recursos Hídricos



DOI: https://doi.org/10.11137/2019_3_624_630

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.