Análise Sinótica e Caracterização Física de uma Tempestade Intensa Ocorrida na Região de Bauru-SP

Enrique Vieira Mattos, Michelle Simões Reboita, Marta Pereira Llopart, Diego Pereira Enoré

Abstract


No dia 21 de maio de 2017 a cidade de Bauru, localizada no interior do Estado de São Paulo, foi afetada por uma tempestade que causou diversos alagamentos e enchentes. Nesse contexto, o presente estudo tem como objetivo apresentar o ambiente sinótico e as propriedades físicas das nuvens que estiveram associadas com a ocorrência da tempestade que atingiu Bauru. Para a realização do estudo foram utilizados dados da European Centre for Medium Range Weather Forecast Reanalysis (ERA5 e ERA-Interim), da estação meteorológica do Centro de Meteorologia de Bauru, imagens de radar e satélite e dados de relâmpagos. A tempestade apresentou características multicelular com formato linear possuindo diversos núcleos convectivos embebidos em seu interior e formou-se a oeste do Estado de São Paulo num ambiente de alta Convective Available Potential Energy (2500 J kg-1). O ambiente sinótico foi favorecido pelo deslocamento para leste do Anticiclone Subtropical do Atlântico Sul em relação a sua posição climatológica e de um cavado pouco amplificado com eixo entre o Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Sul, fatores que permitiram a formação de uma região de menor pressão entre o sudeste do Brasil e o oceano Atlântico. A tempestade ainda apresentou modesto valor de Vertically Integrated Liquid Water Content (2 kg m-2), porém moderada refletividade (44 dBZ); sendo a sua longa duração (1 h e 29 min) na área de abrangência do radar, a provável responsável pelo grande acumulado de precipitação. O pico de relâmpagos (0,08 relâmpagos por km2 num intervalo de 7,5 min) ocorreu 23 min antes do evento em superfície, mostrando-se como um importante parâmetro preditor de eventos severos. Além disso, a tempestade multicelular apresentou núcleos convectivos e um vórtice ciclônico convectivo de mesoescala, formado devido à ocorrência de uma assinatura em formato de vírgula (do inglês, Comma Echo); assinatura característica de tempestade intensa. Esses resultados demonstraram a importância da combinação das informações sinóticas, físicas e elétricas das tempestades para auxiliar na previsão imediata de tempo.

Keywords


Radar; Microfísica de Nuvens; Alagamento



DOI: https://doi.org/10.11137/2020_1_85_106

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.