Estudo do Efeito da Colmatação sobre a Condutividade Hidráulica, Porosidade Total e Remoção da Turbidez Utilizando Diferentes Meios Filtrantes, como Apoio à Implementação da Técnica da Filtração em Margem

Marcus Soares, Bruno Segalla Pizzolatti

Resumo


A filtração em margem é uma técnica de tratamento de água, que utiliza poços de captação instalados nas margens de rios e lagos. Durante o processo de filtração, o sedimento do manancial está sujeito ao processo de colmatação. O processo de colmatação reduz a capacidade específica dos poços de captação, com reflexo direto nos custos de produção de água. Desta forma, o presente estudo avaliou o efeito desta colmatação na redução da condutividade hidráulica, porosidade total e turbidez, utilizando colunas preenchidas com meios filtrantes de 50 cm de profundidade, constituídos por grãos de areia e esfera de vidro de tamanhos distintos, de granulometria uniforme e mal graduados de acordo com sua distribuição granulométrica. A porosidade total dos meios filtrantes constituídos por areias fina e grossa foi reduzida em 54% e 41%, enquanto que as esferas de vidro finas e grossas reduziram em 44% e 25%, respectivamente. A condutividade hidráulica do meio filtrante formado por areia fina obteve a maior redução entre os meios filtrantes (1,2 log aproximadamente). Este estudo demonstrou que, além de outros importantes parâmetros, a cuidadosa avaliação das características físicas do sedimento do leito do manancial, no que se refere a forma, tamanho e distribuição granulométrica são essenciais para minimizar os impactos causados pelo processo de colmatação quando a técnica da filtração em margem é utilizada.

Palavras-chave


Filtração em margem; Colmatação; Cond. hidráulica; Porosidade total; Turbidez

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.11137/2020_1_130_137

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

SCImago Journal & Country Rank