Influência Climática na Formação do Gelo Marinho da Antártica Registrada por meio do Sensoriamento Remoto

Fernando Luis Hillebrand, Cristiano Niederauer da Rosa, Janisson Batista de Jesus, Ulisses Franz Bremer

Resumo


Entender os fatores climáticos que possam afetar a formação do gelo marinho no Oceano Austral é de fundamental importância para estudos climatológicos globais, principalmente para a região extratropical. Porém, encontram-se limitações para a coleta de dados meteorológicos “in situ” devido a dificuldades logísticas na instalação e manutenção periódica de estações meteorológicas na Antártica. Diante disto, o sensoriamento remoto está possibilitando o fornecimento de informações por meio de imagens satelitais e modelos de reanálise atmosférica para entender o impacto das mudanças climáticas sobre o gelo marinho. Este trabalho apresenta o estado da arte sobre a influência dos principais fatores climáticos na formação, localização e duração do gelo marinho na Antártica com o emprego de sensores remotos e modelos de reanálise atmosférica.

Palavras-chave


Península Antártica; Dados climáticos; Informação remota

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.11137/2020_1_151_161

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

SCImago Journal & Country Rank