Registro e Paleoecologia Isotópica (d13C) de Cuniculus rugiceps na Toca da Raposa, Simão Dias, Sergipe, Brasil

Giovanna Coqueiro Ribeiro da Silva, Mário André Trindade Dantas

Resumo


O presente artigo registra a ocorrência de um terceiro molar inferior (m3) de Cuniculus rugiceps na Toca da Raposa (Simão Dias, Sergipe), além de apresentar e interpretar os resultados da razão isotópica de carbono (d13C). Os registros fósseis de Cuniculus spp. estão restritos ao território brasileiro, em Minas Gerais, Bahia, Mato Grosso do Sul, Goiás, São Paulo, Paraná, Acre, Pará e Piauí. A análise da razão isotópica de carbono indica que este táxon tinha uma dieta especialista em plantas C3 (d13C = -12,24 ‰; piC3 = 80%; BA = 0,47), e seguindo a sobreposição dos pontos de ocorrência com a Caatinga, sugerimos um habitat associado a Floresta Sazonal Seca. Esse novo registro amplia o conhecimento acerca da fauna fóssil da Toca da Raposa, além de trazer informações ecológicas para Cuniculus rugiceps.

Palavras-chave


Região Intertropical Brasileira; Paleoecologia isotópica; Mamíferos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.11137/2020_1_334_338

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

SCImago Journal & Country Rank