Caracterização Geofísica de Estruturas Associadas às Mineralizações de Cobre e Ouro no Arco Magmático de Arenópolis – Goiás – Brasil

Éderson Ribeiro da Silva, Adalene Moreira Silva, Marcelo Henrique Leão-Santos

Abstract


Com a finalidade de identificar características geofísicas de estruturas importantes nas mineralizações de cobre e ouro na região oeste de Goiás, realizou-se processamento e interpretação de dados de gravimetria e magnetometria. Analisamos a assinatura gravimétrica das sequências metavulcanossedimentares Bom Jardim, Arenópolis-Piranhas, Iporá-Amorinópolis e Jaupaci que se localizam no Arco Magmático de Arenópolis, entre os lineamentos Transbrasiliano e Moiporá-Novo Brasil. A análise do mapa de anomalia Bouguer residual permitiu correlacionar altos gravimétricos com as sequências metavulcanossedimentares mapeadas. Sugerese que as sequências Bom Jardim e Arenópolis-Piranhas estendam-se em profundidade para a direção sul, prolongando-se cerca de 40 km sob a Bacia do Paraná. A correlação de anomalias gravimétricas, lineamentos magnéticos, litotipos e ocorrências minerais mostra que alguns depósitos de cobre da região de Bom Jardim alinham-se com um conjunto de estruturas magnéticas que foram nomeadas neste trabalho de Lineamento Bom Jardim. De modo análogo, na região de Fazenda Nova as ocorrências minerais alinham-se aos lineamentos de segunda ordem da zona de cisalhamento Moiporá-Novo Brasil. Tais ocorrências minerais ficaram circunscritas às anomalias gravimétricas situadas nas adjacências das zonas de cisalhamento Transbrasiliano e Moiporá-Novo Brasil.

Keywords


Arco Magmático de Arenópolis; gravimetria; magnetometria

References


Almeida, F.F.M.; Hasui, Y.; Brito Neves, B.B. & Fuck, R.A. 1981. Brazilian structural provinces: an introduction. Earth-Science Reviews, 17(1-2): 1-29.

Brito Neves, B.B., & Cordani, U.G. 1991. Tectonic evolution of South America during the late Proterozoic. Precambrian Research, 53(1-2): 23-40.

Curto, J.B.; Vidotti, R.M.; Fuck, R.A.; Blakely, R.J.; Alvarenga, C.J. & Dantas, E.L. 2014. The tectonic evolution of the Transbrasiliano Lineament in northern Paraná Basin, Brazil, as inferred from aeromagnetic data. Journal of Geophysical Research: Solid Earth, 119(3): 1544-1562.

Fuck, R.A.; Pimentel, M.M. & D’el-Rey Silva, L.J.H. 1994. Compartimentação tectônica na porção oriental da Província Tocantins. In: 38º Congresso Brasileiro de Geologia, Resumos Expandidos, pp. 215-216.

Grauch, V.J.S. & Hudson, M.R. 2011. Aeromagnetic anomalies over faulted strata. The Leading Edge, 30(11): 1242-1252.

Groves, D.I.; Goldfarb, R.J.; Gebre-Mariam, M.; Hagemann, S.G. & Robert, F. 1998. Orogenic gold deposits: a proposed classification in the context of their crustal distribution and relationship to other gold deposit types. Ore geology reviews, 13(1-5): 7-27.

Guimarães, S.B.; Moura, M.A. & Dantas, E.L. 2012. Petrology and geochronology of the Bom Jardim de Goiás copper deposit (GO). Revista Brasileira de Geociências, 42(4): 841-862.

Gunn, P.J. 1997. Quantitative methods for interpreting aeromagnetic data: a subjective review. AGSO Journal of Australian Geology and Geophysics, 17: 105-114.

Isles, D.J. & Rankin, L.R. 2013. Geological interpretation of aeromagnetic data. Society of Exploration Geophysicists and Australian Society of Exploration Geophysicists, 432p.

Junqeira-Brod, T.C.; Roig,H.L.; Gaspar,J.; Brod, J.A. & Meneses, P.R. 2002. A Província Alcalina de Goiás e a extensão do seu vulcanismo Kamafugítico. Revista Brasileira de Geociências, 32(4):559-566.

Lacerda-Filho, J.V.; Santos, D.R.V.; Martins, F.R.; Souza, J.O.; Gollmann, K.; Carneiro, J.S.M.; Meneghini, P.F.V.B.; Hattingh, K.; Silva, E.R. & Eberhardt, D.B. 2019. Relatório final do Projeto Oeste de Goiás. Levantamento Geológico e Potencial de Novas Fronteiras. Programa Gestão Estratégica da Geologia, da Mineração e da Transformação Mineral. Executado pela CPRM-Serviço Geológico do Brasil. Superintendência Regional de Goiânia, 537p.

LASA Engenharia e Prospecções S.A. 2004. Projeto Levantamento Aerogeofísico do Estado de Goiás – 1ªEtapa – Arco Magmático de Arenópolis – Complexo Anápolis - Itauçu – Seqüência Vulcano-Sedimentar de Juscelândia - Relatório Final do Levantamento e Processamento dos Dados Magnetométricos e Gamaespectrométricos, Convênio de Cooperação Técnica entre a SGM/MME/CPRM e SIC/SGM/FUNMINERAL/Estado de Goiás, Relatório Final, 22 vol., Texto e Anexos (mapas), Rio de Janeiro, 129p.

Laux, J.H.; Pimentel, M.M.; Dantas, E.L.; Armstrong, R. & Junges, S.L. 2005. Two Neoproterozoic crustal accretion events in the Brasília belt, central Brazil. Journal of South American Earth Sciences, 18(2): 183-198.

Li, X. 2006. Understanding 3D analytic signal amplitude. Geophysics, 71(2): L13-L16.

Milani, E.J. 1997. Evolução tectono-estratigráfica da Bacia do Paraná e seu relacionamento com a geodinâmica fanerozóica do Gondwana sul-ocidental. Programa de Pós-graduação em Geologia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Tese de Doutorado, 235p.

Marques, G.C. 2017. Evolução tectônica e metalogenética no contexto do depósito aurífero de Fazenda Nova, Arco Magmático de Arenópolis, Goiás. Programa de Pós-graduação em Geologia, Universidade de Brasília, Tese de Doutorado, 239p.

Pimentel, M.M.; Heaman, L. & Fuck, R.A. 1991. Zircon and sphene U-Pb geochronology of Upper Proterozoic volcanic-arc rock units from southwestern Goiás, central Brazil. Journal of South American Earth Sciences, 4(4): 295-305.




DOI: https://doi.org/10.11137/2020_3_145_157

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Indexers and Bibliographic DatabasesFollow us
SCImago Journal & Country Rank
ISSN
ROAD
Clarivate
Diadorim
DOAJ
DRJI
GeoRef
Google Scholar
Latindex
REDIB
Oasisbr
Twitter
Instagram
Facebook
All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International Public License (CC BY-NC 4.0).