“Corramos un velo sobre esta escena tan triste”: ópera e escravidão na Havana do século XIX

Marcelo Diego

Resumo


Este ensaio descreve a instalação de um circuito lírico, na Havana da primeira metade do século XIX, para em seguida observar como ópera e escravidão são temas que aparecem entrelaçados em três narrativas datadas desses mesmos tempo e lugar. Autobiografía de un esclavo, de Juan Francisco Manzano, Cecilia Valdés, de Cirilo Villaverde, e Viaje a La Habana, da Condessa de Merlin, todas obras produzidas por escritores cubanos entre 1834 e 1844, desenham um panorama multifacetado da Havana oitocentista, em que se destacam a ópera como um eixo da engrenagem cultural e social da cidade, e o escravizado, como elemento que põe em movimento e lubrifica essa engrenagem.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1590/1517-106X/2021232251270

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Creative Commons License Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons