Anfíbios de uma área de campo da depressão central do Rio Grande do Sul, Brasil

Gilberto Alves de Souza Filho, Carlos Eduardo Conte

Resumo


O Rio Grande do Sul é o único estado brasileiro onde o bioma Pampa está representado, abrangendo aproximadamente 63 % de sua área. Este bioma é caracterizado principalmente pelo ambiente de campo, ecossistema que nas últimas décadas vem sofrendo intenso processo de degradação devido ao uso intenso por atividades agropecuárias. Com o objetivo de contribuir para o conhecimento da fauna de anfíbios do bioma Pampa, realizamos um levantamento da fauna de anfíbios na área da Estação Experimental Agronômica do Rio Grande do Sul, localizada no município de Eldorado do Sul. A área é caracterizada pelo ambiente de campo, com predomínio de pastagens naturais. As amostragens foram desenvolvidas quinzenalmente no período de agosto de 1998 a agosto de 2000, e o método empregado para o registro das espécies foi a busca ativa diurna. Foram registradas 16 espécies de anfíbios anuros, distribuídas em seis famílias (Bufonidae, Cycloramphidae, Hylidae, Leiuperidae, Leptodactylidae e Microhylidae). A composição de espécies da área foi comparada com a de outras sete localidades, todas em regiões de campos ou formações naturais de área aberta e encontramos maior similaridade com uma área na fronteira Uruguai-Brasil. Uma área no município de Palmeira, estado do Paraná, apresentou a menor similaridade com as demais localidades.


Palavras-chave


Anfíbios; Bioma Pampa; Campo; Rio Grande do Sul

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Arquivos do Museu Nacional

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.