Reavaliação da morfologia de Scombroclupeoides scutata Woodward, 1908, um teleósteo do Eocretáceo da Bahia, com comentários sobre suas afinidades

Francisco J. de Figueiredo

Resumo


Scombroclupeoides scutata é um peixe teleósteo conhecido do Neocomiano (depósito não marinho do Cretáceo Inferior) da Formação Morro do Barro, Bacia do Almada, Estado da Bahia. Este peixe é raro em coleções paleontológicas e a maior parte dos espécimes disponíveis estão precariamente preservados. Com o intuito de fornecer informações morfológicas para o esclarecimento de sua posição sistemática, foram estudados cinco espécimes completos e relativamente bem preservados pertencentes à coleção paleontológica do Departamento Nacional de Produção Mineral. Os resultados indicam a presença de aspectos anatômicos informativos sugerindo que S. scutata é avançado em relação a táxons comumente referidos na literatura com leptolepídeos e proleptolepídeos (e.g., ausência de suborbitais, perda das fulcras em franja, número reduzido de raios branquiostégios, ausência de processo preopercular do hiomandibular, hipiais dorsal e ventral de tamanho aproximado) e que, por outro lado, sugerem putativas afinidades com peixes euteleósteos primitivos.

Palavras-chave


Scombroclupeoides; Euteleostei; Nordeste do Brasil; Cretáceo Inferior

Texto completo:

PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Arquivos do Museu Nacional

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.