Augustinus homo dialecticus – Agostinho em defesa da dialética no Contra Crescônio, gramático e donatista

Cristiane Negreiros Abbud Ayoub

Resumo


Agostinho de Hipona recebeu uma formação intelectual nos moldes da cultura clássica, tendo sido educado segundo o ciclo disciplinar varroniano. Provém dessa educação sua apreciação da dialética como arte que instrui argumentar corretamente e que permite discernir, nos discursos, os elementos que geram a falsidade da conclusão. É a dialética que permite conectar proposições verdadeiras para alcançar conclusões também verdadeiras e é ela
a ciência que deflagra a falsidade e a dissimulação nos argumentos. Ora, na obra Contra Crescônio, gramático e donatista, Agostinho defende-se da acusação descabida de ser ele um homo dialecticus que, por sua habilidade de argumentar, falsearia o verdadeiro e tornaria o verdadeiro falso. Crescônio, para acusar Agostinho, acusa a dialética. Em sua réplica, Agostinho defenderá a eminência e importância dessa ciência para, a partir desse fundamento, atacar o donatismo e, finalmente, liquidar Crescônio. É precisamente essa apreciação positiva da dialética que este artigo pretende destacar, ressaltando assim a importância do estudo de Contra Crescônio para o estudo da dialética agostiniana.

 

Abstract:

Augustine of Hippo received an intellectual formation in the molds of the classical culture, having been educated according to Varro’s disciplinary cycle. This educational background provided him an appreciation of Dialectics as the liberal art which instructs to reason correctly, and allows discerning, in discourses, the elements that generate false conclusions. It is Dialectics that allows connecting true propositions to reach true conclusions, and it is the science that deflagrates falsehood and dissimulation in arguments. In his work, Against Cresconius, grammarian and Donatist, Augustine defends himself against the unreasonable charge of being a homo dialecticus, who, by his ability to argue, would falsify the truth and turn it false. Cresconius, to accuse Augustine, charges dialectics. In his reply, Augustine will defend the eminence and importance of this science to, from this foundation, attack Donatism and, finally, liquidate Cresconius. It is precisely this positive appreciation of Dialectics that this article intends to highlight, thus highlighting the importance of studying Contra Cresconius for the study Augustinian Dialectics.


Palavras-chave


Agostinho, dialética, argumentação, donatismo.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2018 Analytica. Revista de Filosofia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

ISSN 1414-3004, Qualis A2

Analytica. Revista de Filosofia é indexada pelo Philosopher's Index e pelo GeoDados.