Da História da Linguagem à Crítica da Metafísica em Condillac

Fernão de Oliveira Salles

Resumo


RESUMO
O presente artigo pretende examinar as linhas gerais da crítica de Condillac à metafísica, tentando indicar os elos entre sua recusa dos grandes sistemas do século XVII e sua concepção de linguagem. Para tanto, parte-se do Tratado dos sistemas, onde essa crítica é empreendida de maneira intensiva e detalhista, para se chegar à teoria dos signos linguísticos, apresentada pelo filósofo no Ensaio sobre a origem dos conhecimentos humanos e retomada em
obras subsequentes. A tese fundamental aqui é a de que, aos olhos do abade, se os grandes filósofos da metafísica clássica equivocaram-se ao fundarem seus sistemas em “máximas abstratas” e “suposições da imaginação”, foi por terem sido induzidos a erro devido à própria natureza dos signos linguísticos. Se essa hipótese de leitura estiver correta, tanto esse diagnóstico quanto a chave para solução do problema dependeriam do exame da origem e dos progressos da linguagem, realizado por Condillac no Ensaio.
Palavras-chave: Metafísica; Empirismo; Signos; Linguagem; História da linguagem.


ABSTRACT
This paper intends to examine the general lines of Condillac’s critique of metaphysics, trying to indicate the links between his refusal of the great systems of the seventeenth century and his conception of language. It begins with a short presentation of the Treatise of Systems, where this criticism is undertaken intensively and in detail, and aims to arrive at the theory of linguistic signs presented by the philosopher in the Essay on the Origin of Human Knowledges and resumed in subsequent works. The fundamental thesis here is that, to Condillac, if the great philosophers of classical metaphysics were wrong to base their systems on “abstract maxims” and “assumptions of the imagination,” it was because they were misled by their own nature of the linguistic signs. If this reading hypothesis
is correct, both this diagnosis and the key to solving the problem would depend on his examination of the origin and progress of language presented to the reader in his Essay.
Key words: Metaphysics; Empiricism; Signs; Language; History of language.


Palavras-chave


Metafísica; Empirismo; Signos; Linguagem; História da linguagem.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2019 Analytica. Revista de Filosofia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN 1414-3004, Qualis A2

Analytica. Revista de Filosofia é indexada pelo Philosopher's Index e pelo GeoDados.