O Eu de Fichte

Dieter Henrich

Resumo


Resumo

No presente texto (“O Eu de Fichte”), no qual identifica duas épocas distintas na história da filosofia concernente ao desenvolvimento da teoria da consciência, D. Henrich volta-se, após caracterizar os componentes de cada período, à teoria da consciência do primeiro Fichte, o da Doutrina da Ciência de 1794, pondo ênfase sobre algumas aporias
presentes nessa sua primeira formulação, na medida em que Fichte foi o primeiro a encarar o problema da consciência em sua perspectiva, no fundo, mais agônica, deixado sem tratamento pela tradição da filosofia pré-kantiana e kantiana.

 

Abstract

In the present text (Fichte’s Self), in which he identifies two distinct epochs in the history of philosophy concerning the development of the theory of consciousness, D. Henrich turns, after characterizing the components of each period, to the theory of consciousness of the first Fichte, that of the Doctrine of Science of 1794, placing emphasis on some of the aporias present in his first formulation, insofar as Fichte was the first to face the problem of consciousness in its essentially more agonistic perspective, left untreated by the tradition of pre-Kantian and Kantian
philosophy.


Palavras-chave


Dieter Henrich, Idealismo, autoconsciência, Doutrina da Ciência, filosofia pré-kantiana, filosofia pós-kantiana; Fichte; subjetividade

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.35920/arf.2019.v1i1.%25p



Direitos autorais 2021 Analytica - Revista de Filosofia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Sem derivações 4.0 Internacional.

ISSN 1414-3003, Qualis A2

Analytica. Revista de Filosofia é indexada pelo Philosopher's Index e pelo GeoDados.