A crítica kantiana do cogito de Descartes (sobre o §25 da Dedução Transcendental)

Jean-Marie Beyssade

Resumo


Proponho-me a discutir a crítica de Kant ao que se convencionou chamar de “cogito” cartesiano. Buscar o que ele recusa, mas também, talvez, e sobretudo, o que ele preserva no “cogito”, como se diz habitualmente.

Palavras-chave


Kant; Descartes; cogito

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2022 Analytica - Revista de Filosofia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Sem derivações 4.0 Internacional.

ISSN 1414-3003, Qualis A2

Analytica. Revista de Filosofia é indexada pelo Philosopher's Index e pelo GeoDados.