“A DEFESA DEVE SER A ALTURA DO ATAQUE”: O MOVIMENTO DE AÇÃO CATÓLICA EM LIMOEIRO DO NORTE (CEARÁ, 1930-1954)

Cintya Chaves

Resumo


Se na segunda metade do século XIX emergiram movimentos de inspirações e de ideais liberais baseados no desejo de dessacralização da sociedade, no século XX a Igreja respondeu tentando se (re)organizar nessa sociedade que se pretendia outra. Deste modo, o presente texto analisa o movimento da Ação Católica na Diocese de Limoeiro do Norte, interior do Ceará, nos anos de 1930 a 1954, tentando perceber o papel desempenhado pelo mesmo e suas implicações nas diversas dimensões sociais. Para tanto, teceram-se reflexões pautadas nos documentos dispostos no acervo do Arquivo Episcopal de Limoeiro do Norte, bem como em entrevistas realizadas a partir da metodologia da história oral, além de livros memorialísticos e Encíclicas Papais.

Palavras-chave


Ação Católica; Laicidade; República;

Texto completo:

PDF

Referências


Referências

Fontes

Entrevista realizada com Francisco de Assis Pitombeira, 82 anos em 02/05/11.

Entrevista realizada com o Padre João Olímpio Castelo Branco, 72 anos em 14/04/11.

Encíclica Papal Rerum Novarum. (Papa Leão XIII). Disponível em: . Acesso em: 28 abr. 2010.

Encíclica Papal Ubi Arcano Dei. (Papa Pio XI). Disponível em: . Acesso em: 28 abr. 2010.

MARX, Karl, ENGELS, Friedrich. O Manifesto do Partido Comunista. Disponível em: . Acesso: em 06 jul. 2011.

Primeira Carta Pastoral de Dom Aureliano Matos. Saudando os seus diocesanos. 1940.

Quarta Carta Pastoral de Dom Aureliano Matos. Comunicado aos seus Diocesanos a realização, de 4 a 8 de Dezembro de 1954, do primeiro Congresso Eucarístico Diocesano, Comemorando o Centenário do Dogma da Imaculada Conceição e em preparação ao Congresso Eucarístico Internacional de 1955. 1954.

Relatório encontrado no palácio episcopal em Limoeiro do Norte.

Segunda Carta Pastoral de Dom Aureliano Matos. Pedindo aos seus Diocesanos auxílio para construção do Seminário”. 1941.

Bibliografia

ALBUQUERQUE JR., Durval Muniz de. A dimensão retórica da historiografia. In: PINSKY, Carla B.; LUCA, Tânia Regina de (org.). O historiador e suas fontes. São Paulo: Contexto, 2009. pp. 223-249.

CERTEAU, Michel. A invenção do cotidiano: 1. Artes de fazer. Petrópolis-RJ, 1994.

CHAVES, Cintya. A elite política e o poder local cearense em questão: estratégias e discursos para novos espaços de atuação (1934-1974). 170 f. Dissertação (Mestrado em História e Culturas). Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza, 2014.

CODATO, Adriano. Os mecanismos institucionais da ditadura de 1937: uma análise das contradições do regime de Interventorias Federais nos estados. História, Franca, vol.32 no.2, p. 189-208, July/Dec. 2013.

COUTROT, Aline. Religião e Política. In: REMOND, René (org.). Por uma história política. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2003. pp. 331-358.

DUTRA, Eliana de Freitas. O ardil totalitário: imaginário político no Brasil dos anos 30. Belo Horizonte: Editora UFMG, 1997.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do Poder. 24.ed. São Paulo: Edições Graal, 2007a.

GOMES, Francisco José. Silva. Ação Católica. In: SILVA, Francisco Carlos Teixeira; MEDEIROS, Sabrina Evangelista; VIANNA, Alexander Martins. (Org.). Dicionário Crítico do Pensamento de Direita. Rio de Janeiro: FAPERJ, 2001, v. , p. 28-29.

JULIA, Dominique. A religião: História religiosa. In: LE GOFF, Jacques e NORA, Pierre (org.). História: novas abordagens. 3V. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1976. pp. 106-131.

KORNIS, Monica. Ação Católica Brasileira. In: ABREU, Alzira Alves de [et al.]. Dicionário histórico-biográfico brasileiro Pós-1930. Vol. I. Ed. rev. e atual. Rio de Janeiro: Editora FGV; CPDOC, 2001. pp. 23-24.

KOSELLECK, Reinhart. História Social e Historia de los conceptos. Histórias de conceptos: estudios sobre semántica y pragmática del lenguage político y social. Madrid: Editorial Trotta, 2012. 317 p. (Ciencias Sociales). Tradução de: Luis Fernández Torres. p. 15.

LENHARO, Alcir. A sacralização da política. Campinas, SP: Papirus, 1986.

MAINWARING, Scott. Igreja Católica e Política no Brasil (1916-1985). Trad. Heloísa Braz de Oliveira Prieto. São Paulo: Brasiliense, 1989.

MOTTA, Rodrigo Patto Sá. Em guarda contra o perigo vermelho: o anticomunismo no brasil (1917-1964). 2000. 312 f. Tese (Doutorado) - Curso de História, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2000. Cap. 3.

POCOCK, John Greville Agard. Linguagens do Ideário Político. São Paulo: Ed. USP, 2003.

REGIS, João Rameres. Galinhas Verdes: memórias e História da Ação Integralista Brasileira em Limoeiro do Norte – Ceará (1934-1937). 174 f. Dissertação (Mestrado em História Social). Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2002.

REIS, Edilberto Cavalcante. Levantai-vos soldados de Cristo: a Igreja Católica no Ceará e a eleição para a constituinte de 1891. In: Trajetos. Revista do Programa de Pós- Graduação em História Social e do Departamento de História da Universidade Federal do Ceará .). Fortaleza, v. 5, n. 9/10, dez. 2007. p. 205-229.

REMOND, René (orgs). Por uma história política. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2003.

ROMANO, Roberto. Brasil: Igreja contra Estado. São Paulo: Kairós Livraria e Editora, 1979.

SANTOS, Jovelina Silva. Círculos Operários no Ceará: instruindo, educando, orientando, moralizando - (1915-1963). 267 f. Dissertação (Mestrado em História Social). Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2004.

VELLOSO, Mônica Pimenta. Os intelectuais e a política cultural do Estado Novo. In: FERREIRA, Jorge & DELGADO; Lucília de Almeida (org.). O Brasil Republicano: O tempo do nacional estatismo do início da década de 1930 ao apogeu do Estado Novo Segunda República (1930-1945). Vol. II. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003. pp. 146-179.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Ars Historica - Instituto de História – Programa de Pós-Graduação em História Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Largo de São Francisco de Paula, no 1, Sala 205 – Centro, Rio de Janeiro – Brasil, CEP 30051-070.

Redes sociais:

  • https://www.facebook.com/RevistaArsHistorica
  • https://www.instagram.com/revistaarshistorica/

Contato:

  • revistaarshistorica@gmail.com