MEMÓRIAS, IDENTIDADES E CULTURA: O MUSEU HISTÓRICO DA IMIGRAÇÃO JAPONESA DO RIO DE JANEIRO

Thais Sachie Tsuzuki Fernandes

Resumo


O presente artigo busca analisar os objetos expostos no recém-inaugurado (ano de 2018) Museu Histórico da Imigração Japonesa do Rio de Janeiro. Com um acervo doado por imigrantes japoneses e seus descendentes, o museu, localizado na sede da Associação Nikkei do Rio de Janeiro, traz a história da imigração, assim como as memórias de imigrantes e suas colônias, narradas através dos objetos expostos. O artigo procura apresentar esses objetos e entender que memórias são essas e quais as ressonâncias e encantamentos, termos utilizados por Greenblatt, trazidos por esses objetos. O artigo é uma ramificação da pesquisa que vem sendo desenvolvida no Mestrado Acadêmico. 

Palavras-chave


Museu; Imigração Japonesa; Memória;

Texto completo:

PDF

Referências


Referências

DIAS, Maria Cristina. Os Museus Podem Contribuir para a dignidade da pessoa humana, para a dignidade social– entrevista com Mario Chagas. Revista Confluências Culturais, Joinville, vol. 3, n. 2, p. 108 – 110, set. 2014.

DINIZ, Carlos Alberto Nogueira. FRAGMENTOS DA MEMÓRIA; O HISTORIADOR E OS ARQUIVOS PESSOAIS. Anais [do] IX Seminário de Pesquisa em Ciências Humanas. Londrina, 2012. p. 195-207. Disponível em: . Acesso em: 09 jul. 2019.

GREENBLATT, Stephen. O Novo Historicismo: ressonância e encantamento. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, vol. 4, n. 8, 1991, p. 244 – 261.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro: Editora Lamparina, 2015.

HISTÓRIA dos Cem Anos da Imigração Japonesa no Estado do Rio de Janeiro. São Paulo: Nippak Graphics, 2008.

HOBSBAWN, Eric: Introdução: a invenção das tradições (p. 9-23) In: HOBSBAWN, Eric; RANGER, Terence. A invenção das tradições. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1984.

LESSER, Jeffrey. Uma diáspora descontente: os nipo-brasileiros e os significados da militância étinica 1960 – 1980. São Paulo: Paz e Terra, 2008.

MACGREGOR, Neil. A História do Mundo em 100 objetos. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2013.

OCADA, Fábio Kazuo. Uma reconstrução da memória da imigração japonesa no Brasil. Teoria & Pesquisa: Revista de Ciência Política, São Carlos, v. 1, n. 49, 2006.

OLIVEIRA, L. L. Cultura Urbano no Rio de Janeiro. In. FERREIRA, M. M.(Coord.). Rio de Janeiro: uma cidade na história. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2015.

ORLANDI, Eni P. Discursos e Museus: da memória e do esquecimento. Entremeios: revista de estudos do discurso, Belo Horizonte, v. 9, jul. 2014. Disponível em: . Acesso em: 08 jun. 2019.

PAIVA, Odair da Cruz. Museus e Memória da Imigração: embates entre o passado e o presente. Anais do XXI Encontro Estadual de História –ANPUH-SP – Campinas: setembro, 2012.

POULOT, Dominique. Cultura, História, valores patrimoniais e museus. Varia Historia, Belo Horizonte, vol. 27, nº 46: p.471-480, jul/dez 2011

RODRIGUES, Ana Ramos; SERRES, Juliane Primon. Museu: memória e esquecimento, do individual ao coletivo. MOUSEION, Canoas, n. 14, abr, 2013, p. 37 – 48.

TAKEUCHI, Marcia Yumi. Japoneses: a saga do povo do sol nascente. São Paulo: Companhia Editora Nacional: Lazuli Editora, 2007.

TOMOKO, Iyda. Paganelli. Resgate de uma História: os japoneses no estado do Rio de Janeiro. In: Resistencia & Integração: 100 anos de imigração japonesa no Brasil. Rio de Janeiro: IBGE, 2008.

VIEIRA, Guilherme Lopes. O Museu como lugar de memória: o conceito em uma nova perspectiva histórica. Mosaico, Rio de Janeiro, v. 8, n. 12, 2017, p. 140 – 162.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Ars Historica - Instituto de História – Programa de Pós-Graduação em História Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Largo de São Francisco de Paula, no 1, Sala 205 – Centro, Rio de Janeiro – Brasil, CEP 30051-070.

Redes sociais:

  • https://www.facebook.com/RevistaArsHistorica
  • https://www.instagram.com/revistaarshistorica/

Contato:

  • revistaarshistorica@gmail.com