A NARRATIVA HISTORIOGRÁFICA: UM ESPAÇO DE PRÁTICA E DA CONSTITUIÇÃO DE SENTIDO

Flávio José Dalazona, Heitor Alexandre Trevisani Lipinski

Resumo


O presente artigo tem por objetivo traçar um panorama da constituição científica da ciência histórica e de como ela se direciona para a constituição de um espaço textual da produção de sentido: a narrativa historiográfica. Tomando-a como um constructo da operação historiográfica, objetiva-se, a partir dela, desvelar os mecanismos que possam colocar o ofício do historiador a serviço da vida, na medida em que necessita responder as necessidades históricas dos agentes no tempo.

Palavras-chave


Narrativa; Espaço; Construção de Sentido

Texto completo:

PDF

Referências


Referências

ALBUQUERQUE JÚNIOR, Durval Muniz. O objeto em fuga: algumas reflexões em torno do conceito de região. Fronteiras. Dourados, v. 10, n. 17, p.55-67, jan./jun./2008.

BARROS, José D’Assunção. História, Espaço, Geografia: diálogos interdisciplinares. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2017.

______. História, Espaço e Tempo: interações necessárias. Varia História, Belo Horizonte, vol. 22, nº 36: p. 460-476, Jul/Dez 2006.

______. Teoria da História: Volume I: Princípios e conceitos fundamentais. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2014.

BENTIVOGLIO, Julio; LOPES, Marcos Antônio. A constituição da História como ciência: de Ranke a Braudel. Petrópolis, RJ: Vozes, 2013.

BOURDÉ, Guy; MARTIN, Hervé. As Escolas Históricas. 2ª ed. Mem Martins (Portugal): Publicações Europa-América, 2003.

BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. Tradução: Fernando Tomaz. Lisboa: Difel, 1989.

CERTEAU, Michel de. A Escrita da História. 3. ed. Tradução: Maria de Lourdes Menezes. Rio de Janeiro, Forense: 2017.

______. A invenção do cotidiano: 1 Artes de fazer. 3.ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 1998.

DASTON, Lorraine. Historicidade e objetividade. Tradução: Derley Menezes Alves; Francine Iegeslski. SP: LiberArts, 2017.

DOSSE, François. História e Historiadores no século XIX. In: MALERBA, Jurandir (Org.). Lições de história: o caminho da ciência no longo século XIX. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2010.

DROYSEN, Johann Gustav. Manual de Teoria da História. Tradução: Sara Baldus; Julio Bentivoglio. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009.

HADDOCK, Bruce Anthony. Uma introdução ao pensamento histórico. Lisboa: Gradiva, 1989.

JENKINS, Keith. A História repensada. Tradução de Mário Vilela. São Paulo: Contexto, 2001.

LEFEBVRE, Henri. A produção do espaço. Trad. Doralice Barros Pereira e Sérgio Martins (do original: La production de l’espace . 4e éd. Paris: Éditions Anthropos, 2000). 2006

LE GOFF, Jacques. História e memória. 7ª ed. Tradução: Bernardo Leitão... [et al.] Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2013.

LÖWY, Michel. Historicismo. In: Ideologias e Ciência Social. Elementos para uma análise marxista. 19ª Ed. São Paulo, Cortez, 2010, p. 75-103.

MALERBA, Jurandir. Teoria e história da historiografia. In: (Org.). A história escrita: teoria e história da historiografia. São Paulo: Contexto, p.11-26, 2006.

MALERBA, Jurandir (Org.). Lições de história: o caminho da ciência no longo século

XIX. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2010.

______. O que narram os historiadores? Para uma genealogia da questão narrativa em história. Topoi, Rio de Janeiro, v. 17, n. 33, p. 399-418, jul./dez. 2016.

MARTINS, Estevão de Rezende. O renascimento da História como Ciência. In: . A História Pensada: teoria e método na historiografia europeia do Século XIX. São Paulo: Contexto, 2015.

______. Teoria e Filosofia da História – Contribuições para o ensino de História. Curitiba: W&A Editores, 2017.

PROST, Antoine. Doze lições sobre a história. Tradução: Guilherme João de Freitas. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2008.

REIS, José Carlos. A História entre a filosofia e a ciência. São Paulo: Ática, 1996.

RÜSEN, Jörn. Aprendizagem histórica: fundamentos e paradigmas. Tradução: Peter Horst Rautmann... [et al.]. Curitiba: W. A. Editores, 2012.

______. Didática da História: passado, presente e perspectivas a partir do caso alemão. Práxis Educativa, Ponta Grossa – PR. v.1, n.2, 2006.

______. História viva: teoria da história: formas e funções do conhecimento histórico. Tradução: Estevão C. de Rezende Martins. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2010.

______. Narração Histórica: fundações, tipos, razão. In: MALERBA, Jurandir. (Org).

História & Narrativa: a ciência e a arte da escrita histórica. Petrópolis, RJ: Vozes, 2016.

______. Teoria da História: uma teoria da história como ciência. Tradução: Estevão

C. de Rezende Martins. Curitiba: Editora UFPR, 2015.

______. Razão Histórica: teoria da História: fundamentos da ciência histórica. Tradução: Estevão C. de Rezende Martins. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Ars Historica - Instituto de História – Programa de Pós-Graduação em História Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Largo de São Francisco de Paula, no 1, Sala 205 – Centro, Rio de Janeiro – Brasil, CEP 30051-070.

Redes sociais:

  • https://www.facebook.com/RevistaArsHistorica
  • https://www.instagram.com/revistaarshistorica/

Contato:

  • revistaarshistorica@gmail.com