MERCADO CENTRAL: COTIDIANO E CONFLITOS NO ‘ENTRE PRAÇAS’ DE MERCADO DO RIO DE JANEIRO

Vitor Leandro de Souza

Resumo


Neste trabalho procuro compreender e analisar as “denúncias” veiculadas nos principais periódicos de grande circulação no Rio de Janeiro, como tentativas em fundamentar a ideia de que era urgente a construção de um novo edifício de Mercado para a cidade, capaz substituir o velho Mercado da Candelária. Pretendo, ainda, recuperar o discurso que os profissionais da imprensa carioca tinham a respeito do Mercado que funcionou na Candelária.

Palavras-chave


Mercados; Modernização; Rio de Janeiro

Texto completo:

PDF

Referências


BERMAN, Marshall. Tudo o que é sólido se desmancha no ar: A aventura da modernidade. São Paulo: Companhia das Letras, 1986.

BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. Rio de Janeiro/Lisboa: Bertrand Brasil/Difel, 1989.

BRETAS, Marcos Luiz. Ordem na cidade: o exercício cotidiano da autoridade policial no Rio de Janeiro (1907-1930). Rio de Janeiro: Rocco, 1997.

CHALHOUB, Sidney. Cidade Febril: cortiços e epidemias na Corte Imperial. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

FREYRE, Gilberto. Sobrados e Mucambos. São Paulo: Record, 1990.

GORBERG, S. FRIDMAN, S. Mercados no Rio de Janeiro1834-1962. Rio de Janeiro: S. Gorberg, 2003.

FARIAS, Juliana Barreto. Mercados Minas: Africanos ocidentais na Praça do Mercado do Rio de Janeiro (1830-1890). Tese de doutorado em História, USP, 2012.

LINHARES, Maria Yedda. História do Abastecimento: uma problemática em questão (1530-1918). Brasília: Binagri, 1979.

LOBO, Eulália Maria Lahmeyer.; CARVALHO, Lia de Aquino.; STANLEY, Myriam. Questão habitacional e o movimento operário. Rio de Janeiro: Editora da UFRJ, 1989.

MANZONI, Francis Marcio Alves. Os trabalhadores ‘caipiras’ em mercados e feiras-livres: São Paulo (1867-1914). Dissertação de mestrado em História, UNIFESP Assis, 2004.

MARTINS, Valter. Mercados urbanos, transformações na cidade: abastecimento e cotidiano em Campinas (1859-1908). Campinas: Editora da UNICAMP, 2010.

RIO, João do. O velho mercado. In: Cinematógrafo: crônicas cariocas. Rio de Janeiro: Academia Brasileira de Letras, 2009.

__________ Livro do Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Photo Musso,

ROCHA, Osvaldo Porto. A era das demolições: Cidade do Rio de Janeiro, 1870-1920. Rio de Janeiro: Secretaria Municipal de Cultura, Departamento Geral de Documentação e Informação Cultural, Divisão de editoração, 1995.

SENNET, Richard. O declínio do homem público: as tiranias da intimidade. São Paulo: Companhia das Letras, 1988.

SEVCENKO, Nicolau. A revolta da vacina - mentes insanas em corpos rebeldes. São Paulo: Brasiliense, 1984.

SILVA, Geraldo Gomes da. Arquitetura de ferro no Brasil. São Paulo: Nobel, 1987.

SOUZA, Vitor Leandro; MACIEL, Laura Antunes. Ordem na Praça: Normas e exercício de administração em Mercados do Rio de Janeiro. In: Passagens. Revista Internacional de História Política e Cultura Jurídica, janeiro/abril, 2012, pp. 55-80.

TAVARES, Georgia da Costa. A atuação dos Marchantes no Rio de Janeiro colonial. Estratégias de mercado e redes de sociabilidade no comércio de abastecimento de carne verde (1763-1808). Rio de Janeiro: Secretaria Municipal de Cultura / Arquivo da Cidade do Rio de Janeiro, 2012.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Ars Historica - Instituto de História – Programa de Pós-Graduação em História Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Largo de São Francisco de Paula, no 1, Sala 205 – Centro, Rio de Janeiro – Brasil, CEP 30051-070.

Redes sociais:

  • https://www.facebook.com/RevistaArsHistorica
  • https://www.instagram.com/revistaarshistorica/

Contato:

  • revistaarshistorica@gmail.com