EM DEFESA DA FAMÍLIA! O COMBATE AO CASAMENTO CIVIL NA IMPRENSA CATÓLICA ULTRAMONTANA (1864-1890)

Ana Vitória Sampaio Castanheira Rocha

Resumo


Durante o século XIX a instituição do casamento civil passou a ser discutida no país, acompanhando as demandas da sociedade brasileira que ingressava em um período de grandes mudanças, tanto pela entrada de imigrantes não católicos quanto por sua modernização. Entretanto, se os ideais de secularização e liberdade de crença conquistavam inúmeros adeptos entre políticos e intelectuais, o ultramontanismo encontrou no Brasil um solo fecundo para difundir suas ideias e defender o lugar privilegiado que o catolicismo ocupava como religião oficial do Império desde a Constituição de 1824. O presente artigo pretende analisar os discursos feitos na imprensa católica ultramontana contra o casamento civil, elucidando as tensões e embates entre atores políticos e religiosos na campanha em torno da sacralidade do matrimônio.

Palavras-chave


Casamento civil; Secularização; Ultramontanismo;

Texto completo:

PDF

Referências


Artigos em periódicos:

A existencia de Deos. A Estrella do Norte: sob os auspicios de S. Exc. Revma. O Sr. D. Antonio de Macedo Costa, Bispo do Pará, Belém, n. 15, p. 1-2, Abr/1864.

Casamento civil obrigatotio na Allemanha. Civilisação: periódico hebdomadário, orgão dos interesses catholicos, n. 44, Maranhão, Jun/1881.

CIARALLO, Gilson. Autonomização dos poderes espiritual e temporal no Brasil do século XIX: extinção do padroado e secularização da esfera política. Universitas Humanas, Brasília, v. 7, 2010.

COELHO, Tatiana Costa. A Reforma Católica em Mariana e o discurso ultramontano de Dom Viçoso (Minas Gerais 1844-1875). Anais do XXVI Simpósio Nacional de História - ANPUH, São Paulo, julho 2011.

COSTA, F. de Macedo. Casamento Civil. A Estrella do Norte: sob os auspicios de S. Exc. Revma. O Sr. D. Antonio de Macedo Costa, Bispo do Pará, Belém, n. 24, p. 1-4, Jun/1866.

JUNIOR, Cesar Ranquetal. Laicidade, laicismo e secularização: definindo e esclarecendo conceitos. Revista Sociais e Humanas, v. 21, n. 1. Santa Maria: UFSM, 2008.

MONITOR Catholico. Males que produz o casamento civil. Civilisação: periódico hebdomadario, orgão dos interesses catholicos, n. 494, Maranhão, Mar/1890.

MOURÃO, J. Casamento civil. Civilisação: periódico hebdomadario, orgão dos interesses catholicos, n. 355, Maranhão, Jul/1887.

PIERUCCI, Antônio Flávio. Secularização em Max Weber: da contemporânea serventia de voltarmos a acessar aquele velho sentido. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 13, n. 37, São Paulo, 1998.

Encíclicas e representações da Igreja católica:

D. ANTONIO. Representação que a sua magestade o Sr. D. Pedro II. Imperador do Brazil dirigio o Bispo de Marianna a 23 de abril de 1859. Rio de Janeiro: Typographia de João Peixoto, 1860.

D. MANOEL. Representação dirigida á sua magestade o Imperador acerca da proposta do Governo sobre o casamento civil. San Luiz: Typ. do progresso, 1859.

GREGÓRIO XVI. Mirari Vos: sobre os principais erros de seu tempo. Carta encíclica do Papa Gregório XVI promulgada em 15 de agosto de 1832. Disponível em: . Acesso em: 28 Fev. 2014.

LEÃO XIII. Inscrutabili Dei Consilio: sobre os males da sociedade moderna, suas causas e seus remédios. Carta encíclica do Papa Leão XIII promulgada em 21 de abril de 1878. Disponível em: . Acesso em: 28 Fev. 2014.

PIO IX. Syllabus Errorum: Contendo os Principais Erros da Nossa Época, Notados nas Alocuções Consistoriais, Encíclicas e Outras Letras Apostólicas do Nosso Santíssimo Padre, o Papa Pio IX. Disponível em: . Acesso em: 14 Ago. 2014.

Legislação:

BRASIL. CONGRESSO NACIONAL. CÂMARA DOS DEPUTADOS. Annaes da Câmara dos Deputados, Sessões de 19 de julho de 1858 e 7 de julho de 1887.

_______. SENADO. Annaes do Senado. Sessões de 9 de maio de 1887 e 30 de julho de 1900.

DA VIDE, Sebastião Monteiro. Constituições Primeiras do Arcebispado da Bahia, São Paulo: Na Typographia2 de dezembro de Antonio Louzada Antunes, 1853.

Livros:

AMON, Karl; BAUER, Johannes B.; LENZENWEGER, Josef; ZINHOBLER, Rudolf (org.). História da Igreja Católica. São Paulo: Edições Loyola, 2006.

BARROS, Roque Spencer M. de. A Questão Religiosa. HOLANDA, Sérgio Buarque de (org.). História Geral da Civilização Brasileira. O Brasil Monárquico. t. II, v. 4, São Paulo: Difel, 1985.

CARVALHO, José Murilo de. Cidadania no Brasil: o longo caminho. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2013.

CASTELLS, Manuel. O Poder da Identidade. A era da informação: economia, sociedade e cultura, v.2. São Paulo: Paz e Terra, 2010.

DAOU, Ana Maria. A belle époque amazônica. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2004.

LORDELLO, Josette Magalhães. Entre o reino de Deus e o dos homens: a secularização no casamento no Brasil do século XIX. Brasília: Editora UnB, 2002.

MENDONÇA, Antonio Gouvêa. O Celeste Porvir: a inserção do protestantismo no Brasil. São Paulo: Edusp, 1995.

PIMENTEL, Helen Ulhôa. Casamento e sexualidade: a construção das diferenças. Florianópolis: Editora Mulheres, 2012.

PINHO, Wanderley. Cotegipe e seu tempo. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1937.

TAUNAY, Alfredo d’Escragnolle. Casamento civil. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1886.

VAINFAS, Ronaldo. Casamento, amor e desejo no ocidente cristão. São Paulo: Editora Ática, 1992.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Ars Historica - Instituto de História – Programa de Pós-Graduação em História Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Largo de São Francisco de Paula, no 1, Sala 205 – Centro, Rio de Janeiro – Brasil, CEP 30051-070.

Redes sociais:

  • https://www.facebook.com/RevistaArsHistorica
  • https://www.instagram.com/revistaarshistorica/

Contato:

  • revistaarshistorica@gmail.com