A SOBERANA OPINIÃO PÚBLICA: UM ESTUDO SOBRE O USO DA OPINIÃO PÚBLICA POR CHAPUIS NO RIO DE JANEIRO (1826)

Arthur Ferreira Reis

Resumo


O presente artigo tem como objetivo analisar o conceito de opinião pública expresso pelo jornalista Pierre Chapuis. Para isso, será feita uma rápida introdução sobre as mudanças de tratamento que a opinião pública recebeu ao longo da história por autores como Hobbes, Locke e Rousseau, mostrando o longo processo de consolidação da opinião pública como atuante na política. Também é importante mostrarmos como o conceito de opinião pública foi formulado pela historiografia. Após tais bases, analisaremos o pensamento político de Pierre Chapuis, jornalista francês radicado no Rio de Janeiro durante o Primeiro Reinado, mostrando como, por meio de seu jornal, O Verdadeiro Liberal, a opinião pública é vista como a demonstração da soberania popular.

Palavras-chave


Chapuis; Primeiro Reinado; Imprensa;

Texto completo:

PDF

Referências


Livros

GUERRA, François-Xavier; LEMPÉRIÉRE, Annick et al. Los Espacios Públicos en Iberoamerica: Ambiguidades y problemas. Siglos XVII-XIX. México: Fondo de Cultura Econômica-Centro Francés de Estudios Mexicanos y Centroamericanos, 1998.

HABERMAS, Jürgen. Mudança estrutural da esfera pública: investigações quanto a uma categoria da sociedade burguesa. Tradução: Flávio R. Kothe. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2003.

KOSELLECK, Reinhart. Crítica e Crise: uma contribuição à patogênese do mundo burguês. Tradução: Luciana Villas-Boas Castelo-Branco. Rio de Janeiro: UERJ / Contraponto, 1999.

LENHARO, Alcir. As tropas da moderação: o abastecimento da Corte na formação política do Brasil (1808-1842). São Paulo: Símbolo, 1979.

LUSTOSA, Isabel. Insultos impressos: a guerra dos jornalistas na Independência (1821-1823). São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

MOREL, Marco. As transformações dos espaços públicos: imprensa, atores políticos e sociabilidades na Cidade Imperial (1820-1840). São Paulo: Hucitec, 2005.

OLIVEIRA, Cecília Helena L. de Salles. A astúcia liberal: relações de mercado e projetos políticos no Rio de Janeiro (1820-1824). Bragança Paulista: Edusf / Ícone, 1999.

RIBEIRO, Gladys Sabina. A Liberdade em Construção: Identidade Nacional e conflitos antilusitanos no Primeiro Reinado. 1997. 550 f. Tese (Doutorado em História) – Universidade de Campinas, Campinas, 2001.

ROUSSEAU, Jean-Jacques. Do Contrato Social. Tradução: Antônio P. Machado. São Paulo: Ed. Saraiva, 2011.

SOUZA, Iara Lis Franco Schiavinatto Carvalho. Pátria coroada: o Brasil como corpo político autônomo (1780-1831). São Paulo: Unesp, 1999.

Capítulos de Livros:

BASILE, Marcello. O radicalismo exaltado: definições e controvérsias. In: NEVES, Lúcia Maria Bastos Pereira das; FERREIRA, Tânia Bessone da Cruz. (Org.). Dimensões políticas do Império do Brasil. 1ed. Rio de Janeiro: Contra Capa, 2012.

BOBBIO, Norberto. “Opinião Pública”. In: BOBBIO, Norberto; MATTEUCCI, Nicola; PASQUINO, Gianfranco (org.). Dicionário de política. V. 2. 11 ed. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2002.

NEVES, Lúcia Maria Bastos Pereira das. Constituição: usos antigos e novos de um conceito no Império do Brasil (1821-1860). In: CARVALHO, José Murilo; NEVES, Lucia Maria Bastos Pereira das. (Org.). Repensando o Brasil do Oitocentos: cidadania, política e liberdade. 1ed.Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2009, v. 1.

Artigos de Periódicos

KRAAY, Hendrik. “Definindo nação e Estado: rituais cívicos na Bahia pós-Independência (1823-1850). In: Topoi: revista de História, nº 3. Rio de Janeiro: 7 Letras, setembro de 2001.

Fonte Primária

O Verdadeiro Liberal. Rio de Janeiro: Typographia Imperial e Nacional, 1826. Disponível em: < http://hemerotecadigital.bn.br/>, acesso em 11/08/2014.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Ars Historica - Instituto de História – Programa de Pós-Graduação em História Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Largo de São Francisco de Paula, no 1, Sala 205 – Centro, Rio de Janeiro – Brasil, CEP 30051-070.

Redes sociais:

  • https://www.facebook.com/RevistaArsHistorica
  • https://www.instagram.com/revistaarshistorica/

Contato:

  • revistaarshistorica@gmail.com