OS CRÍTICOS CINEMATOGRÁFICOS E A REVISÃO DO MÉTODO CRÍTICO NA DÉCADA DE 1950

Oscar de Paula Neto

Resumo


O presente artigo tem como objetivo apresentar o debate em torno da revisão do método crítico cinematográfico publicado nas páginas do periódico mineiro Revista de Cinema durante a década de 1950. O revisionismo defendido por parte dos críticos, principalmente esquerdistas, estava ligado aos aportes teóricos introduzidos pelo êxito do neorrealismo italiano e consistiu num dos principais dinamizadores do processo de modernização pelo qual os estudos cinematográficos passaram naquele período. A revisão buscava atualizar a crítica de cinema brasileira, ainda atrelada a valores e teorias já consideradas ultrapassadas que apenas levavam em consideração os aspectos estéticos do filme, sem nenhuma preocupação com seu caráter político e social. Dessa forma, buscamos apresentar as principais teses defendidas durante o debate e sua importância para a reflexão cinematográfica brasileira.

Palavras-chave


Cinema; crítica cinematográfica; revisão;

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Ars Historica - Instituto de História – Programa de Pós-Graduação em História Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Largo de São Francisco de Paula, no 1, Sala 205 – Centro, Rio de Janeiro – Brasil, CEP 30051-070.

Redes sociais:

  • https://www.facebook.com/RevistaArsHistorica
  • https://www.instagram.com/revistaarshistorica/

Contato:

  • revistaarshistorica@gmail.com