Ler para a salvação da alma: um exercício de recordação e meditação

Patrícia Marques de Souza

Resumo


O objetivo deste artigo é analisar os papéis atribuídos a um conjunto de artifícios que, associados, deveriam ajudar o cristão, na Baixa Idade Média, a conquistar a salvação da sua alma: a leitura, a memória e a meditação. No cristianismo medieval, sobretudo, o ato de ler era revestido de profundo significado simbólico, pois o acesso à leitura ainda era exclusivo de uma pequena parcela da sociedade e representava uma forma de acesso – ainda que limitado - à Palavra divina. Foi a partir do século XIII que os leigos de maior poder aquisitivo passaram a adquirir livros devocionais a fim de favorecer a vivência religiosa, que se fazia cada vez mais íntima e pessoal. Nesse sentido, este artigo fará um estudo de caso e analisará um códice raro e de grande importância: o incunábulo da Arte de Bien Morir, impresso em c. 1480, na cidade de Saragoça, reino de Aragão.

Palavras-chave


Leitura; Salvação; Baixa Idade Média

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Ars Historica - Instituto de História – Programa de Pós-Graduação em História Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Largo de São Francisco de Paula, no 1, Sala 205 – Centro, Rio de Janeiro – Brasil, CEP 30051-070.

Redes sociais:

  • https://www.facebook.com/RevistaArsHistorica
  • https://www.instagram.com/revistaarshistorica/

Contato:

  • revistaarshistorica@gmail.com