A discussão sobre sufrágio em circulação nas páginas femininas durante o segundo reinado do Império brasileiro

Cristiane de Paula Ribeiro

Resumo


Este trabalho objetiva analisar a discussão acerca da reivindicação pela participação da mulher na política (votando e sendo eleita) em meados do século XIX no Brasil. Para tal, partimos de uma obra: Tratado Sobre a Emancipação Política da Mulher e Direito de Votar, publicada por uma mulher, Anna Rosa Termacsics dos Santos, na cidade do Rio de Janeiro em 1868. Tal obra, juntamente com a trajetória de sua autora e as reverberações de suas ideias nos meios impressos, se analisadas de forma comparada, nos dão um panorama dos primórdios do movimento sufragista no Brasil ainda no século XIX. Por intermédio de Anna Rosa, podemos notar uma escrita com o intuito de romper com os padrões de gênero que eram impostos ao sexo feminino. Dessa maneira, percebe-se que o voto feminino esteve inserido nas discussões do contexto oitocentista, e que as mulheres já vinham reivindicando direitos.

Palavras-chave


Relações de gênero; sufrágio feminino; século XIX

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Ars Historica - Instituto de História – Programa de Pós-Graduação em História Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Largo de São Francisco de Paula, no 1, Sala 205 – Centro, Rio de Janeiro – Brasil, CEP 30051-070.

Redes sociais:

  • https://www.facebook.com/RevistaArsHistorica
  • https://www.instagram.com/revistaarshistorica/

Contato:

  • revistaarshistorica@gmail.com