O GOVERNO IMPERFEITO DE D. DIOGO: A PERSPECTIVA JESUÍTICA SOBRE O REINO DO CONGO (1548-1555)

Tomás Motta Tassinari

Resumo


A primeira missão jesuítica enviada ao reino do Congo durou pouco tempo: chegados em 1548, os missionários foram expulsos daquela vinha em 1555. A partir de um olhar comparativo com relação à presença dos jesuítas no Brasil, aventamos a hipótese de que a particularidade da missão no Congo deve ser entendida por uma mudança do julgamento que os inacianos endereçaram ao manicongo D. Diogo: primeiro reconhecido positivamente, depois configurado como um tirano absoluto. Tendo em vista os interesses escravistas por parte dos missionários, o objetivo do presente artigo é verificar a plasticidade, ou não, das categorias ocidentais empenhadas no reconhecimento do reino centro-africano.

Palavras-chave


reino do Congo; jesuítas; processo civilizador.

Texto completo:

PDF

Referências


Coletâneas documentais (siglas)

BRÁSIO, António (anotada e coligida). Monumenta missionaria africana: África ocidental. 1ª Série. Vol. I (1471-1531). Lisboa: Agência Geral do Ultramar, 1952. (MMA I)

______. Monumenta missionaria africana: África ocidental. 1ª Série. Vol. II (1532-1569). Lisboa: Agência Geral do Ultramar, 1953. (MMA II)

______. Monumenta missionaria africana: África ocidental. 1ª Série. Vol. XV, Suplemento (Sécs. XV, XVI, XVII). Lisboa: Academia portuguesa da história, 1988. (MMA XV)

LEITE, Antônio Serafim (direcção e anotacão). Monumenta Brasiliae v. 2, 1553-1558. Roma: MHSI, 1958. (MB II)

Portugaliae Monumenta Africana, Volume I. Lisboa: Instituto de Investigação Científica Tropical, 1993.

Fontes

AGOSTINHO DE HIPONA. Civitas Dei, XVII, 8.

ARISTÓTELES. Politica, I.1252a.

CICERO. De Inventione, I.2.

DE BROSSES, Charles. Du culte des dieux fétiches; ou, Parallèle l'ancienne religion de l'Egypte avec la religion actuelle de Nigritie. Genebra, 1760.

LAS CASAS, Bartolomeu. Apologética historia sumaria. Tradução para o espanhol. México:

UNAM, 1967 (dois volumes).

MAQUIAVEL, Nicolau. O príncipe. Tradução para o português. São Paulo: Penguin- Companhia, 2010.

______. Discursos sobre a primeira década de Tito Lívio. Tradução para o português. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

MONTAIGNE, Michel de. Os ensaios. Livro I. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

NÓBREGA, Manuel da. Cartas do Brasil: cartas jesuíticas 1. Belo Horizonte: Itatiaia, 1988.

TOMÁS DE AQUINO. De regno. I, 1.

VITORIA, Francisco de. Relecciones sobre los indios y el derechos de Guerra. Tradução para o espanhol. Madrid: Espasa-Calpe, 1946.

Livros

AGONLIN, Adone. Jesuítas e selvagens: a negociação da fé no encontro catequético-ritual americano-tupi (séc. XVI-XVII). São Paulo: Humanitas, 2007.

______. História das religiões: perspectiva histórico-comparativa. São Paulo: Paulinas, 2013.

AUERBACH, Erich. Figura. Tradução para o português. São Paulo: Ática, 1997.

BERNAND, Carmen; GRUZINSKI, Serge. De la idolatría: una arqueología de las ciências religiosas. Tradução para o espanhol. Mexico: Fondo de Cultura Económica, 1992.

CHABOD, Federico. Machiavelli and the Renaissance. Tradução para o inglês. Nova Iorque: Harper & Publishers, 1965.

DE MARTINO, Ernesto. Magia e civilitá. 3ª ed. Milão: Garzanti, 1984.

EISENBERG, José. As missões jesuíticas e o pensamento político moderno: encontros culturais, aventuras teóricas. Belo Horizonte: UFMG, 2000.

FILSESI, Teobaldo. Le relazioni tra il regno del Congo e la Sede Apostolica nel XVI secolo. Como: Casa Editrice Pietro Cairoli, 1968.

RODRIGUES, Francisco. História da Companhia de Jesus na Assistência de Portugal. Tomo I, Volume II. Porto: Apostolado da Imprensa, 1931.

SABINE, George. A History of Political Theory. 4a ed. Nova Iorque: Harcourt Brace College Publishers, 1973.

TE VELDE, Rudi. Participation and Substantiality in Thomas Aquinas. Leiden: Brill, 1995.

THOMAZ, Luís Filipe. De Ceuta a Timor. Lisboa: Difel, 1994.

VILLEY, Michel. Filosofia do direito. Tradução para o português. São Paulo: Martins Fontes, 2008.

VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. A inconstância da alma selvagem e outros ensaios de antropologia. São Paulo: Cosac & Naify, 2002.

ZERON, Carlos Alberto de Moura Ribeiro. Linha de fé: a Companhia de Jesus e a escravidão no processo de formação da sociedade colonial (Brasil, séculos XVI e XVII). São Paulo: Edusp, 2011.

Capítulos

ALMEIDA, Carlos. A primeira missão da Companhia de Jesus no Reino do Kongo (1548- 1555). In: CARNEIRO, Roberto Artur da Luz; MATOS, Artur Teodoro de (eds.). D. João III e o Império: actas do Congresso Internacional comemorativo do seu nascimento: Lisboa e Tomar, 4 a 8 de junho de 2002.

GASBARRO, Nicola. Missões: a civilização cristã em ação. In: MONTERO, Paula (org.). Deus na aldeia: missionários, índios e mediação cultural. São Paulo: Globo, 2006.

GUIMARÃES, Cecilia Silva. São Tomé ‒ século XVI: os conflitos com Portugal e Congo e a aproximação com Angola. In: GEBARA, Alexander Lemos de; RIBEIRO, Alexandre Vieira, Estudos africanos: múltiplas abordagens. Niterói: UFF, 2012.

HUNOLD LARA, Silvia. Com fé, lei e rei: um sobado africano em Pernambuco no século XVII. In: GOMES, Flávio dos Santos (org). Mocambos de Palmares: história e fontes (séculos XVI-XIX). Rio de Janeiro: 7 Letras, 2010.

MARCOCCI, Giuseppe. Construindo um império à sombra de Maquiavel. In: BAGNO, Sandra; MONTEIRO, Rodrigo Bentes. Maquiavel no Brasil: dos descobrimentos ao século XXI. Rio de Janeiro: FGV, 2015.

STENGERS, Isabelle. Le médecin et le chalatan. In: STENGERS, Isabelle; NATHAN, Tobie, Médecins et sorciers. Paris: Les Empêches de penser en rond, 1999.

VANSINA, Jan. O reino do Congo e seus vizinhos. In: OGOT, Bethweel Allan (ed.). História geral da África. Vol. V. Tradução para o português. Brasil: Unesco, 2010.

Periódicos

HANSEN, João Adolfo. O nu e a luz: as cartas jesuíticas do Brasil. Nóbrega – 1549-1558. Revista do Instituto de Estudos Brasileiros. São Paulo, vol. 38, pp. 87-119, 1995.

MARCOCCI, Giuseppe. Escravos ameríndios e negros africanos: uma história conectada. Teorias e modelos de discriminação no império português (ca. 1450-1650). Revista Tempo, Rio de Janeiro, n. 30, 2011.

PIETZ, William. The Problem of the Fetish. I. I. Res., no 9, pp. 5-17, 1985. ______. The Problem of the Fetish, II: The Origin of the Fetish. Res, no 13, pp 23-45, 1987.

VARGAS ARANA, Paola. O reino do Congo frente ao escravismo europeu (1483-1549) – considerações preliminares. Anais da X Jornada de Estudos Históricos Professor Manoel Salgado. Rio de Janeiro, PPGHIS/UFRJ, vol.1, 2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Ars Historica - Instituto de História – Programa de Pós-Graduação em História Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Largo de São Francisco de Paula, no 1, Sala 205 – Centro, Rio de Janeiro – Brasil, CEP 30051-070.

Redes sociais:

  • https://www.facebook.com/RevistaArsHistorica
  • https://www.instagram.com/revistaarshistorica/

Contato:

  • revistaarshistorica@gmail.com