O GALEÃO SÃO LOURENÇO E AS DISPUTAS NOS MARES: O RELATO DA LONGA JORNADA DE ANTÓNIO FRANCISCO CARDIM ENTRE 1649 E 1650

Eduardo Martins Jorge

Resumo


Este artigo busca analisar a missão do padre António Francisco Cardim na viagem do Galeão São Lourenço em 1649. Período de grandes conflitos por terra e mar, a Restauração de Portugal (1640 - 1668) marca de maneira permanente a história política do Império Português e de suas províncias, com as guerras e disputas por independência política contra a Coroa de Castela. Precisamente naquele contexto, o papel do referido padre na viagem que partiu de Lisboa com destino a Goa torna-se relevante para compreender uma parte substancial das ideias e valores em disputa, no complexo mundo do século XVII. Pretende-se identificar as ações concretas de Cardim e a articulação entre suas ideias e o mundo onde estava inserido

Palavras-chave


Restauração de Portugal, jesuítas, relatos de viagens.

Texto completo:

PDF

Referências


CAMENIETZKI, Carlos Ziller. O paraíso proibido: a censura ao paraíso brasileiro, a Igreja Portuguesa e a Restauração de Portugal entre Salvador, Lisboa e Roma. Rio de Janeiro: Multifoco, 2014.

CAMENIETZKI, Carlos Ziller e CAROLINO, Luis Miguel (Org.). Jesuítas, ensino e ciência (séculos XVI-XVIII). Casal de Cambra: Caleidoscópio, 2005.

CAROLINO, Luís Miguel. Ciência, astrologia e sociedade. A teoria da influência celeste em Portugal (1593-1755). Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian / FCT, 2003.

CAROLINO, Luis Miguel; GESTEIRA, Heloisa Meireles e MARINHO, Pedro (Org.). As formas do Império: ciência, tecnologia e política em Portugal e no Brasil. Séculos XVI ao XIX. São Paulo: Paz e Terra, 2014.

COSTA, Diogo Dores. A Guerra de Restauração. Lisboa: Livros Horizonte, 2004. OLIVEIRA, António de. movimentos sociais e poder em Portugal no século XVII. Coimbra: Instituto de História econômica e Social, 2002.

____. Poder e oposição política em Portugal no período filipino. Lisboa: Difel, 1991.

ORTIZ, Antonio Dominguez. Politica y hacienda de Felipe IV. Madrid: Editorial de Derecho Financero, 1960.

____. Crisis y decandencia en la España de los Austrias. Madrid: Ariel 1969.

____. El Antiguo Régimen: Los Reyes Católicos y Los Austrias. Tomo III, História de España. Madrid: Alianza, 1973.

Obras anteriores a 1900

CARDIM, Antonio Francisco. Relação da viagem do galeão São Lourenço e sua perdição nos Baixos de Moxincale em 3 de Setembro de 1649. Lisboa: Domingos Lopes Roza, 1651.

CORDEIRO, Luciano. Batalhas da Companhia de Jesus na sua gloriosa Província do Japão. Lisboa: Imprensa Nacional, 1894.

FARIA, Manoel Severim de. Notícias de Portugal. Lisboa: Officina Craesbeeckiana, 1655.

MENESES, Luis de; o Conde de Ericeira. A História de Portugal Restaurado. Lisboa: Officina de Antonio Pedrozo Galrão, 1710.

Capítulos de livros

CAMENIETZKI, Carlos Ziller. “História e passado da América Portuguesa: escritores, religiosos e repúblicos do Brasil no século XVII e sua fortuna histórica”. In. As formas do Império: ciência, tecnologia e política em Portugal e no Brasil. Séculos XVI ao XIX. Org: Gesteira, Heloisa Meireles et al. São Paulo: Paz e Terra, 2014.

Artigos

CAMENIETZKI, Carlos Ziller. Cientistas e religiosos. Campinas: ComCiência, v.65, 31, maio, 2005.

CAROLINO, Luís Miguel. “Philosophical teaching and mathemathical arguments: Jesuit philosophers versus Jesuit mathematicians on the controversy of comets in Portugal (1577-1650)”, History of Universities, Oxford: Oxford University Press, 16: 2, pp. 65-95, 2000.

MAGALHÃES, Pablo Antônio Iglesias Magalhães. A Relacion de la Vitoria que alcanzaron las armas católicas en la Baía de Todos Santos, do Bispo D. Juan de Palafox y Mendoza. Rio de Janeiro: Topoi, v. 12, n. 23, jul-dez 2011, p. 43-65. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/topoi/v12n23/1518-3319-topoi-12-23-00043.pdf. (Acesso em 03 de março de 2018).


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Ars Historica - Instituto de História – Programa de Pós-Graduação em História Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Largo de São Francisco de Paula, no 1, Sala 205 – Centro, Rio de Janeiro – Brasil, CEP 30051-070.

Redes sociais:

  • https://www.facebook.com/RevistaArsHistorica
  • https://www.instagram.com/revistaarshistorica/

Contato:

  • revistaarshistorica@gmail.com